Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, e venho com mais um artigo de Isekai Shokudou Aoyama-kun!

E este episódio teve muitas referências, mas nenhuma de futebol (o próximo jogo será apenas no episódio seguinte). Logicamente que adaptaram do jeito deles, e nenhuma delas vem de Isekai, porém, por ser um anime de cozinha e ter muitas comidas ocidentais, não poderia perder a oportunidade de compará-los. E também temos referências a jogos online, que me fez lembrar de Log Horizon na hora (estou lendo a light novel atualmente, e não vi o anime até hoje, mas funciona igual ao que é mostrado) e também de Detective Conan, principalmente com aquela frase: “Só há uma resposta!”.

Vamos conferir mais algumas paradas, mesmo não tendo muitas coisas importantes a serem comentadas!

Bem, além de referências muito doidas, também temos o fato de um outro personagem ser louco por limpeza, o Narita-kun. Mas ao contrário de Aoyama, que já mostra logo que não vai abraçar ou deixar você tocá-lo pelo fato de detestar os germes alheios, Narita-kun é mais contido. Chega mais cedo à aula para limpar a carteira, limpa alguns cantos contaminados com lenços higienizados (que tem 99% de álcool, mas mal sabe ele que o recomendável mesmo para matar as bactérias e germes é álcool 70%) e etc. Ele faz de TUDO para esconder sua misofobia.

E, por esse fato de ser tão contido, na aula de Economia Doméstica aconteceu um MasterChef ali, principalmente porque Narita-kun não queria que ninguém tocasse nos mesmos instrumentos que ele e nem mesmo que ajudassem na prova da comida. O fato de ser misofóbico também se acrescenta ao exemplo que dei na semana passada, sobre se recusar a tocar nos mesmos talheres que as outras pessoas, mesmo que signifique ficar com fome.

Além disso, neste episódio, se fala que, com jogos online não há contato humano, então “pegar” o germe dos outros dentro dele é impossível. Por esse fato, Narita-kun tem mais liberdade dos movimentos e pode aproveitar ainda mais a jogabilidade. Mas parece que para o Aoyama-kun é um pouco diferente. Ele não gosta realmente de limpar, então deixa o seu depósito todo desorganizado, e até demora um século para achar as coisas.

Aqui ele relaxa demais.

Mas em todo o episódio mesmo o que mais me chamou a atenção foi a frase “Shinjitsu wa (itsumo) hitotsu” que foi dita ao final. Pode nem ser uma referência, mas me lembrou muito Detective Conan quando o menino estava prestes a descobrir a chave para solucionar o mistério, e ainda no final de cada episódio, já que cada um tem um preview sobre um caso diferente.

Esta parte das roupas de Educação Física, onde até mesmo a pose da menina é igualzinha à de Edogawa Conan.

E ainda temos a cena final, sobre quem eles irão enfrentar no episódio que vem. Pelo jeito, o menino de óculos, twitteiro e que joga com a bunda teve uma lembrança ruim sobre um dos jogadores do time adversário. Meu Deus, o que será que vai acontecer?

Esse final de filme de terror.

E aqui chegamos ao fim de mais um artigo de um episódio engraçado de Aoyama-kun. Muito obrigada para quem acompanhou até o fim, e nos vemos no próximo!

Comentários