Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, trazendo mais um artigo de Isekai Shokudou.

Apesar de toda a narrativa estilo Animal Planet da primeira parte (e acho que era essa a intenção mesmo, já que estavam falando de homens-lagartos, uma espécie de fera que tem características de lagarto em um corpo humano e que ainda saboreiam os pratos com mais gana que nós), o episódio não deixou de ser interessante. Todos os detalhes foram incrivelmente colocados no episódio para que aprendamos mais sobre sua espécie, ao contrário da elfa da segunda parte, que passou bem mais rápido, mas também teve o seu desenvolvimento, principalmente porque tudo o que aconteceu girou em torno de sua curiosidade para descobrir novos alimentos para a oferenda do aniversário de sua mãe, e oferecer comida a um ente querido é tradição em muitos veículos da mídia japonesa.

Bom, muitas pessoas têm o costume de exercer o ato de partilhar o que lhe é dado, e isso aconteceu neste episódio em específico. Depois de saberem quem é o rei dos lagartos, este precisa ir ao Nekoya pegar alimento para os outros membros da tribo comerem. É realizada uma luta para descobrir quem será que vai, e acontece que acabam também comentando de seus corpos esculturais, não apenas nas lutas, mas também quando se banham. E o herói do episódio é Gaganpo, o qual já ganhou incontáveis lutas, e sempre volta com comida.

Parece que ele não é muito exigente com o recheio da Omelete com Arroz, sempre pede pratos diferentes. Mas ele tem a vantagem de sorver todo o seu conteúdo antes de entregar e partilhar com o povo da tribo. E o pedido é o mesmo de sempre: uma porção para comer na hora e outras três tamanho família para a viagem. E todos sempre se deliciam todos os anos, graças ao guerreiro que venceu os obstáculos para chegar ao posto que se encontra hoje. Assim como acontece com os homens-lagartos, também acontece no Animal Planet: tudo comentado com todos os detalhes que precisamos saber.

Na hora da partilha!

E na segunda parte, temos a elfa Fadana. E, como são contados em diversas histórias voltadas para o universo dos elfos, eles são veganos e possuem um profundo respeito pelos animais. Como ela estava à procura de algo para cozinhar e fazer bem no aniversário da morte de sua mãe, fez bem ter caído justamente no dia em que a porta do Restaurante Nekoya apareceu, e comparou com um brasão dos elfos antigos. Com ela entrando no local, vemos personagens que conhecemos nos episódios anteriores, assim como muitos deles aparecem desde o primeiro episódio.

Como Fadana é vegana (rimou), foi extremamente exigente com o seu prato e, como os outros personagens que chegaram ao restaurante, ficou impressionada com o esmero que foi preparado. Além disso, foi algo muito nostálgico. Todos aqueles ingredientes a fizeram lembrar de sua infância, e ela descrevendo todos os elementos que estava comendo foi algo incrível. Valeu a pena ter comido com “humanos selvagens”, não valeu, Fadana?

Pode ser exigente, mas tem muita consideração.


OS PRATOS QUE APARECEM EM ISEKAI SHOKUDOU:

  • Primeiro prato: Omurice (omelete com arroz)

Ingredientes para o arroz:
280 g de arroz cozido
130 g de frango
Sal e pimenta a gosto
1 dente de alho
1/4 da cebola
4 Champignons
1 colher de sopa de vinho branco
200 g de molho de tomate
1/2 cubo de caldo de carne
1 folha de louro
30 g ervilhas congeladas
Azeite
Ingredientes para a Omelete
4 ovos
2 colheres de chá de creme de leite
Azeite
Sal e pimenta a gosto
Salsinha desidratada
1 colher de sopa de Ketchup para decorar
O modo de fazer se encontra neste site: http://www.japaoemfoco.com/receita-de-omuraisu-omelete-com-arroz/

  • Segundo prato: Carne de tofu (como não foi fácil de achar, pensei que seria legal colocar receita de hambúrguer de tofu. Deve ter o mesmo gosto, eu acho).

Ingrediente:
2 e 1/2 xícaras (de chá) de tofu macio amassado (cerca de 300g)
1/2 xícara (de chá) de salsinha picada
2 dentes de alho bem picados
Cerca de 1/2 xícara (de chá) de farinha de trigo
Sal a gosto (coloquei uma pitada de sal).
O modo de preparo se encontra neste site: http://presuntovegetariano.com.br/receitas/hamburguer-de-tofu/


Bom, temos o primeiro prato mais oriental do anime: o omurice, mas que também é preparado em muitos locais do mundo. Com a expansão animística, esse prato ficou mundialmente famoso, e quem quiser experimentar pode prepará-lo. E também temos um prato vegano diferente. Eu não fazia ideia de que se fazia carne de tofu e, pesquisando, descobri muitas receitas diferentes. Esse anime não exclui ninguém, e aposto que me surpreenderá ainda mais.

Obrigada para quem leu até aqui, e nos vemos no próximo artigo!

Comentários