Bom dia!

Pergunta número um que alguém pode fazer sobre Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Washio Sumi no Shou: É preciso ter assistido o Yuuki Yuuna original antes?

Ok, essa talvez seja a segunda pergunta. A primeira é “Mas que… raio de nome…?”.

Respondo com mais detalhes abaixo, mas para resumir, tendo como base esse primeiro episódio e minha vidência: não.

Yuuki Yuuna foi um dos primeiros animes a surfar na onda criada por Madoka Magica, e um dos mais fieis à sua inspiração, com garotas mágicas sofrendo física e psicologicamente para proteger um mundo que, tarde demais, elas descobririam distópico. Yuuki Yuuna talvez até tenha sido o anime que mais longe levou esse conceito, criando o mais terrível contraste entre o cotidiano feliz de adolescentes bem intencionadas e a cruel realidade sobre a missão que elas aceitaram cumprir. Você o assistiu? Mesmo sem tê-lo assistido, se já acompanhava animes à época (2014), especialmente animes de temporada, talvez reconheça Yuuki Yuuna por uma imagem forte que tinha já na fase de divulgação: é aquele anime que tem uma garota mágica de cadeira de rodas.

Mas chega de falar de Yuuki Yuuna, eu já escrevi uma resenha sobre o anime, e recomendo que leia. Não tem spoilers, pode ir tranquilo. Agora retornando a Washio Sumi.

Começando com a curiosidade (vá lá…) sobre o nome. Yuuki Yuuna é o nome da protagonista do anime original, e Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru significa, em tradução livre, “Yuuki Yuuna é uma heroína”. Washio Sumi é o nome da protagonista deste anime, a Yuuki Yuuna quase certamente não irá aparecer (com certeza não como personagem ativa; talvez ela faça um cameo lá pelo final), e ele é uma prequela ao anime original. De fato, é adaptação do mangá chamado Washio Sumi wa Yuusha de Aru, mantendo exatamente a mesma estrutura do título original. Para o anime escolheram o que fazia mais sentido comercial, mantendo o nome que já é conhecido e apenas acrescentando a ele o novo título para diferenciar.

E agora ao que importa: e sobre a estrutura do anime, e sobre a necessidade de conhecimento prévio do original? Ao que tudo indica, e conforme o esperado, a estrutura é exatamente a mesma. O mundo é o mesmo, com as mesmas regras, e as novas protagonistas se encontram em situação similar à de Yuuki e suas parceiras no anime original. Mais do que isso, Washio Sumi é prequela direta de Yuuki Yuuna, tendo sido mencionada nele, o que o faz ter de se adaptar à certas restrições. Mas em momento algum Washio Sumi assume que o espectador simplesmente já conhece tudo sobre o mundo do anime porque já é conhecedor de Yuuki Yuuna, então é perfeitamente possível começar por aqui.

Dito isso, duas coisas me preocupam: o anime terá apenas seis episódios, o que significa que será necessariamente mais corrido e provavelmente não irá se preocupar tanto (ou nada) com o desenvolvimento pessoal de suas heroínas, o que é um dos pontos fortes de Yuuki Yuuna e é uma das razões pelas quais sentimos as suas dores afinal: desenvolvimento de personagens multi-dimensionais favorece a criação de empatia. O segundo, porém, é que Washio Sumi parece ser tecnicamente inferior. Quero dizer, na cena final desse primeiro episódio as garotas vão a um shopping, e não existe vivalma dentro daquele lugar enorme senão elas próprias. Compraram sorvete de um vendedor invisível.

Eu me lembro que uma das características marcantes de Yuuki Yuuna era não dar nomes a nenhum personagem além das suas cinco heroínas (com justificáveis exceções), o que passou apenas por opção de estilo já que, de alguma forma, a cidade parecia viva pelo menos. Washio Sumi é um deserto. A paisagem do mundo onde as garotas lutam é lisérgica como sempre, mas é nitidamente mais pobre, simplificada. Então, por todos os meios, se tiver condições, recomendo que assista Yuuki Yuuna antes de Washio Sumi. Será muito mais gratificante.

Não tem outros clientes no shopping, não tem sequer atendentes no shopping…

Por fim, sobre a história em si: a humanidade vive no que chamam de Era dos Deuses, e todas as pessoas, sem exceção, cultuam Shinju-sama, uma árvore divina que é ao mesmo tempo a fundação e a proteção desse mundo. As heroínas são garotas puras escolhidas pelo culto de Shinju-sama e que lutam com o poder concedido pela árvore em um mundo onírico-lisérgico que espelha e se sobrepõe ao mundo real contra criaturas quase lovecraftianas chamadas de vórtices.

Isso daí é o inimigo da vez. Não se engane: ele é colossal. Aquelas bolas acima dele têm algumas pessoas de altura.

Isso seria a sinopse de um anime de garota mágica comum, mas o mundo de Yuuki Yuuna não é comum. Os vórtices são muito mais poderosos do que as garotas poderiam imaginar e lutar contra eles é muito mais difícil do que mesmo a mais bem treinada garota mágica poderia esperar que fosse. O risco de morte é permanente. E se elas apenas morressem talvez fosse melhor – palavra de quem já assistiu o anime original.

Não foi bem como esperava, né?

Discussão