A impressão mais comum que temos sobre trabalho é de algo cansativo e estressante, mas alguns animes como Working!! e New Game! apresentaram o lado cômico do ambiente de trabalho. Nesta temporada será a vez de Blend S de mostrar que trabalhar pode ser divertido.

Além de bolos e omurices saborosos, o Café Stile também sabe fazer uma comédia deliciosamente palatável para os espectadores desse anime, que da mesma forma que um cliente fiel, pretende voltar a cada novo episódio da série. De forma geral, situações engraçadas combinadas aos momentos de fofura são os ingredientes para esse prato agradável que foi esse episódio. Antes da temporada outros pratos se destacavam no cardápio da temporada, mas essa comédia com molho de fofura chamada Blend S tem um sabor leve e doce que deixa qualquer pessoa que o prova feliz e satisfeito.

Para quem pensava que ela iria agir de forma sádica para com o gerente, se enganou pois ela foi muito fofa com ele

Um dos elementos que fizeram o segundo episódio bom, eu comentei nas primeiras impressões, que são as personagens. O carisma, a fofura e o comportamento peculiar de cada uma, as tornam interessantes. A interação é outro fator importante pois é a partir dela que vem as situações cômicas.

É notável o uso de mal entendidos durante o episódio (acho que vão usar esse artifício até o final), principalmente em relação à personagem Maika, que devido à sua inocência não percebe que está agindo de acordo com a personalidade que a mesma tem que exercer durante o trabalho. Isso torna as cenas delas engraçadas.

Tirando a Maika, que faz a função da garota normal, os outros personagens têm um lado otaku que acabam gerando situações engraçadas, como no caso da briga entre a Mafuyu e o gerente por uma figure, que para uma pessoa comum pode ser apenas uma bonequinha, mas para eles têm um enorme valor sentimental.

Momento Yuri

O momento Yuri idealizado pelo Akizuki e protagonizado pela Maika e pela Kaho foi outro momento divertido, pois possibilitou os fãs do gênero shippar as duas personagens. Espero que o empregado de cabelo verde imagine situações Yuri durante o anime proporcionando mais cenas engraçadas.

A presença de um fanservice não incomoda e dá até um certo charme quando usada de forma sutil, que é o caso desse anime.

Os personagens masculinos estão sendo excelentes suportes, permitindo que as grandes estrelas do show, as garçonetes, possam brilhar da melhor forma possível.

A ingenuidade da protagonista e o lado “bipolar” da Mafuyu foram destaques no episódio. Como é que uma garota competitiva, sem muita expressão e sádica pode virar a mais fofa das irmãzinhas?  Sobre a protagonista é justamente sua inocência que faz ela se meter em situações de comédia, além de tornar a personagem em uma garota muito fofa e meiga.

Mafuyu em modo berseker

A quebra de expectativa do ponto de vista cômico foi utilizado no episódio e isso é bom pois torna a conclusão da esquete que estamos acompanhando em algo imprevisível e consequentemente engraçado. Foi o que aconteceu na parte final, onde não esperava que a protagonista iria errar os ingredientes do parfait e mesmo assim se dar bem. Vale mencionar que a cena em que o gerente prova o parfait da Maika foi hilária. Por fim, o sistema de esquete dá uma dinâmica ao anime pois passa uma sensação de movimento e rapidez, não deixando que a história fique monótona.

Abra a boquinha e diga ah!

Obrigado a todos que leram este artigo e até a próxima!

Discussão