Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Esse episódio se caracterizou pelo embate de ideia de heroísmo entre dois dos prováveis protagonistas até então, e conseguiu mostrar de uma forma simples, direta e muito eficiente como são criados os Horrors.

Curta o anime21 no facebook:

Mostrando algo como os dois lados de uma mesma moeda, primeiro, o Sword que é um cara mais extravasado e tem o espírito de um herói, por outro lado, o Luke que é mais contido e frio. Aapesar de eu não ter gostado do Luke, admito que ele contrasta bem com o Sword e que as cenas de ação dele ficaram muito boas.

Você precisa limpar a bagunça do seu parceiro

Enquanto o Sword quebra os Horrors na mão e na espada, o seu novo parceiro, Luke, é um atirador, além de ter aquela chuva que faz as pessoas se esquecerem das coisas em relação aos Horrors.

As cenas de perseguição ao corredor ficaram muito boas, a animação continua legal de se ver e a trilha sonora foi sensacional, dá realmente para sentir o clima da perseguição ao Horror. O Luke, apesar de ser um personagem aparentemente genérico e superficial, tem uma sequência bem legal atirando no Horror e combinado com a animação e trilha sonora, faz até a gente vidrar os olhos na tela.

Sabemos agora que a menina do primeiro episódio está atrás do irmão dela, por isso ela busca Eldorado, mas e o Sword? O que ele quer? E o que é esse tal Eldorado? O episódio deu a motivação para ela, agora os próximos episódios devem mostrar a motivação do Sword e fazê-los se reencontrarem, o que deve acontecer logo, acho.

Confesso que fiquei com dó da Enith que devido a chuva do Luke. Esqueceu o que o Hardy se tornou e agora acha que ele só desapareceu e continua sua busca por ele, mas é como nosso protagonista disse: ela precisa aprender a conviver com isso.

Comentários