Bom dia!

Depois do ataque contra a vila que abrigava o santuário que fazia as vezes de quartel general da Mokusa, conforme orquestrado pela Yukari Origami, nesse episódio duas das cinco escolas foram tomadas e uma terceira cercada. Não está claro quem deu a ordem para tanto, dado que a Yukari passou o tempo todo isolada absorvendo todo o noro que coletou e a comandante aparente da operação foi Yukina, a diretora da Renpu.

Em todo caso, foi um golpe poderoso que tirou de circulação centenas ou milhares de tojis que poderiam se opor ao controle da Yukari, exatamente no instante em que ela adquire um enorme poder.

Para esse artigo adotei uma abordagem mais de “análise política”. O expurgo em si foi uma ação política, toda uma estrutura de poder foi profundamente abalada por ele, afinal. Sinceramente, eu não acho que Toji no Miko seja um anime que pretenda ser consistente nesse aspecto, mas eu gosto, então escrevi segundo esse ponto de vista mesmo assim. Além do expurgo em si, eminentemente político, outra ação será crucial para determinar o futuro desse mundo de tojis e okatanas: o estranho efeito que tojis em todo o Japão sentiram, independente de sua afiliação, quando a Yukari absorveu todo o noro. O discurso da Akane também pode vir a ter algum efeito, mas temo que a sequência de eventos possa fazer parecer apenas um pretexto para as ações da Mokusa, que o público enxerga como terroristas.

Minoseki e Osafune foram fechadas e todas as suas alunas tiverem que entregar suas okatanas. Heijou está cercada, o que na prática a impede de agir também. Como Renpu obviamente está ao lado de Yukari, resta saber de que lado está a Escola de Artes Marciais Ayanokouji, dirigida por Yuzuki Sagara, que teve participação minúscula no anime até agora. A capacidade da Yukina em manter o controle das tojis da Renpu pode vir a ser abalada pelo discurso da Akane, que elas assistiram em primeira-mão, e principalmente pelo efeito Yukari.

Com tudo o que aconteceu a Minoseki e a Osafune provavelmente ficarão fora de ação por enquanto por terem sido desarmadas. Será que Heijou tentará romper o cerco? Se Ayanokouji sair de sua posição de neutralidade muita coisa pode mudar também. Na melhor das hipóteses para as rebeldes, Ayanokouji declara apoio à Mokusa, Heijou contra-ataca apesar do cerco e a Yukina perde o controle da Renpu. Na pior hipótese, Ayanokouji alia-se à Yukari Origami, Heijou é invadida e desarmada e Yukina mantém o pulso firme na Renpu. Qual a sua aposta?

A opinião popular pode ter alguma importância? Eu não sei até que ponto a organização capitaneada por Yukari Origami, que inclui as cinco escolas, é sujeita a controle ou sequer influência popular. Sendo uma instituição sustentada em tradições centenárias é provável que seu poder seja paralelo ao do Estado – e de fato a Yukina fez lembrar a um assessor que a Força de Auto-Defesa Marinha deve para eles. O avô da Eren sugere que nações estrangeiras também podem intervir caso um grande aradama desperte mais uma vez, mas será que isso irá acontecer mesmo? Talvez os EUA, quem sabe – e aliás, o submarino em que eles estão já é da marinha americana. Ainda não entendi como eles podem usá-lo como veículo particular, mas veremos. Em todo caso, intervenção estrangeira só tende a aumentar o caos em um primeiro momento, não vai ajudar nenhum dos lados beligerantes.

O momento em que todas as garotas decidem combater Yukari Origami juntas

De qualquer forma, independente de para onde vá a política, as garotas vão tentar um ataque frontal e se vencerem estará tudo liquidado. Esse anime terá dois cours, então elas não vão vencer – não de forma definitiva, pelo menos. O momento que escolheram para atacar não poderia ter sido melhor, com a Renpu atraída para longe. O quartel general está defendido apenas pelas Guardas de Elite (e deve haver algum contingente da segurança pública também, mas o grosso deles provavelmente está realizando os expurgos), mas dessa vez as garotas precisarão derrotá-las, não apenas fugir delas, então não vai ser tão fácil. E mesmo que cheguem até a Yukari, ela acaba de obter um poder maior do que elas sequer podem imaginar. Se quer saber, já está na hora de pessoas começarem a morrer para esse anime poder ser levado a sério depois de aumentar os níveis de ameaça semana após semana.

As garotas partem voando (literalmente) para o que esperam ser a batalha final

Discussão