Olá pessoal, vim trazer um pouco de cultura Mini Toji pra vocês! Que tal relembrar um pouco sobre as guerreiras sagradas que salvaram o mundo dos aradamas e fizeram história? Essa série quer nos dar o direito do saudosismo e ainda tem um bônus, querem saber qual é? Sigam-me os bons!

Pra iniciar a conversa, muita gente deve estar perguntando se precisa assistir a série original (Toji no Miko) pra entender o contexto desse curta. Já adianto que não necessariamente, por dois motivos: o primeiro é que o episódio zero já dá uma geral nos acontecimentos importantes que vão ter um maior peso na compreensão da história original.

Já o segundo motivo é porque assim como Cinderella Girls Gekijou e BanG Dream! Garupa Pico, o lado slice of life rápido do anime não demanda que se entenda nada em específico, apenas serão historinhas aleatórias contadas – claro que se alguém tiver assistido antes, evidentemente vai desfrutar muito mais das piadas inerentes a cada personagem, assim como notei nessa estreia, mas no geral dá pra acompanhar sem problemas.

Mini Toji vem pra nos mostrar eventos pós vitória das tojis que venceram o Grande Aradama, e como elas têm vivido agora em meio a toda a atenção que ganharam no processo. Vale lembrar que mesmo após a derrota do grande mal, os aradamas menores ainda continuam existindo e a luta delas não terminou, mas pelo menos está mais controlada – e mesmo assim elas ainda são muito requisitadas e continuam sem paz para o desgosto de Kaoru.

Olha, antes de comentar o episódio eu queria manifestar minha insatisfação com a duração e a esquemática de divisão do tempo. Logo que foi anunciado me ludibriaram dizendo que seriam 5 minutos. Acabei ganhando 3:30 minutos como Akkun to Kanojo, mas ok, me resignei. E aí qual não foi a minha surpresa quando vi uma abertura maior que a de Akkun (que já era 50 segundos), me deixando somente 2:30 pra apreciar as aventuras das meninas? Enfim, revoltado.

Comentando o que aconteceu nesse primeiro momento, o anime nos mostra como as tojis ficaram famosas pelos seus feitos e a adoração que alguns criaram a elas, chegando ao ponto de querer adquirir a sua força, copiando as idiotices que elas fazem no seu no dia a dia. Aqui tivemos a adição de algumas personagens que não apareceram na série original, sendo parte desse novo exército pós guerra, e eventualmente devem aparecer mais delas ou das outras tojis que tiveram menor tempo de destaque antes.

Pra quem é fã da série ou para os que apenas curtem um momento mais calmo e com um toque de comédia eu acho que é um ótimo passatempo. As tojis continuam bem carismáticas com aquelas personalidades estranhas e, nesse setting, sem aquela ação desenfreada em que estão, o lado moe e desajustado delas será ainda mais explorado.

Escravo não tem luxo não, é trabalho de sol a sol

No mais, acho que são quase 4 minutos que valem a pena, a produção está boa e vai compensar divertindo fãs e os novos iniciados ao mundo das tojis.

    • JG

      Obrigado Kondou.
      Também gostei bastante do que vi aqui, principalmente pelo fato de eu ser um fã fervoroso de slice of life e comédia, então é certeza de me agradar mais do que o normal.

Comentários