Depois de um primeiro arco excelente, Bungou Stray Dogs começou sua terceira temporada com o pé direito! Fomos apresentados a um dos maiores perigos da série até então, e já estou curioso sobre como eles vão fazer pra deter esse cara.

Esse episódio nos ensinou uma lição muito importante: se você ver um maluco em uma camisa de força, não mexa com ele! Alguém colocou aquilo por algum motivo. Neste caso, estou falando do líder dos Ratos, Fyodor, que esteve envolvido no incidente com Tatsuhiko Shibusawa, do filme Dead Apple – que eu ainda não assisti.

Guardem esta silhueta. Provavelmente será o maior vilão do anime até agora

A trama desta semana girou em torno da relação entre Ace e Fyodor, que o libertou para ajudá-lo a matar Mori e tomar a Máfia do Porto. Porém, mal sabia ele que estava lidando com uma pessoa mais poderosa do que imaginava.

De um lado, Ace – um dos cinco executivos da Máfia do Porto – mostra ser alguém que tem total controle de seus subordinados e da situação, usando uma habilidade que transforma o tempo restante de vida das pessoas em joias. Do outro, Fyodor se vê encurralado e sem opção senão aceitar a proposta de Ace, mas ainda se mantendo confiante e convencido.

O resultado é um verdadeiro jogo de gato e rato, em que cada um mostra estar acima do outro, e quando pensa estar sob controle, há uma twist que muda toda situação. Isso me lembrou muito a relação entre L e Kira em Death Note que, como aqui, mantém um jogo psicológico a todo momento.

Uma das coisas mais interessantes que esse episódio faz é não contar tudo ao espectador. Sabemos tão pouco quanto os próprios personagens sabem um do outro e isso nos deixa a dúvida se realmente estão falando a verdade ou apenas blefando. Como consequência, tivemos um episódio em que era preciso ficar ligado a todo momento e, se piscar, perde um detalhe importante.

Ace se mostrou um excelente vilão, do tipo que poderia realmente ser capaz de se tornar o líder da Máfia do Porto. Mas ainda é muito legal vê-lo sendo surpreendido por Fyodor, que é tratado por ele como um rato, mas provou seu valor. Enquanto os dois estão sendo enganados a todo momento, nós também estamos caindo em tudo que dizem.

O que ainda não ficou claro pra mim é a verdadeira habilidade de Fyodor. Primeiro ele diz que pode controlar a consciência e o espaço, o que, pra mim já é algo incrível. Mas o poder dele é algo maior que isso? Quando ele revela sua verdadeira habilidade para um dos subordinados de Ace, ele apenas o faz cair morto no chão. Então, do que ele exatamente é capaz?

Então é melhor do que isso?

E como isso terminou? Bom, agora Fyodor tem em mãos um documento que detalha a habilidade ultrassecreta do chefe da Máfia do Porto e eu diria que ele será sua próxima vítima. É um confronto que gostaria muito de ver e já estou ansioso. Porém, o buraco é mais embaixo, pois nosso vilão também irá atrás da Agência de Detetives Armados. Meu palpite? As duas organizações precisarão unir forças para derrotá-lo.

O personagem que pode desequilibrar esse combate é justamente Dazai, que tem a habilidade de anular qualquer habilidade. Um pouco apelativo? Sim. Seria Deus Ex Machina? Talvez. Mas vocês estão vendo outra forma de derrotar esse cara?

O que ainda não ficou claro também é sua real motivação. Por enquanto, ela se resume a “trazer a misericórdia da morte sobre o mal deste mundo”. Tudo bem que ele considere a Máfia do Porto um mal, acho que todos concordamos nisso, mas por que atacar também a Agência de Detetives Armados? Fyodor seria suscetível a mudar de lado e agir a favor dos mocinhos? Não seria a primeira vez que isso aconteceria na série.

Muitas perguntas estão abertas e esta temporada tem tudo para ser uma das melhores. Então, sim, é possível que Bungou Stray Dogs seja melhor do que já é. Minhas expectativas estão bem altas e espero não me decepcionar.

  1. Avatar

    Também estava imaginado uma nova união entre a Agência de Detetives e a Máfia do Porto, tal como a aliança forjada contra a Guilda – inclusive, percebi que o líder desta, aparece na op do anime, então teremos um retorno da organização? Posso estar equivocada, mas quem sabe…
    Outro ponto que gostaria de comentar, gira em torno da minha curiosidade em como vai ser essa fase para o Akutagawa e Atsushi, pois acho que o anime colocará ambos como membros estratégicos para a resolução dos problemas do próximo arco (claro, que esses dois, nem de longe superam Chuuya e Dazai, mas aguardo boas coisas dessa “dupla forçada”).
    Em relação ao Fyodor, ele com certeza é um mistério e um vilão que tem grande potencial de causar furor, apenas espero que seja introduzido um bom enredo para sua construção pessoal. Na verdade, como o personagem é uma homenagem ao escritor Dostoiévski, e sua habilidade é chamada de “Crime e Castigo” (mesmo nome de um dos meus livros preferidos), fico na expectativa de ser positivamente surpreendida por esse “novo” vilão.

Comentários