Isekai Maou é um anime produzido pelo estúdio Ajia-do (Shuumatsu no Izetta) e possui 12 episódios. Como o nome já diz, a obra é um isekai que nesse caso fala sobre Diablo, um jogador do game Cross Reverie que foi transportado para um mundo similar ao jogo, porém com diferenças. O anime flerta com cenas cômicas, de fanservice e algumas lutas, conseguindo nos entregar um resultado relativamente satisfatório. Não é um anime para qualquer um e talvez nem mesmo para quem gosta desse tipo de obra.

Ler o artigo →

Após doze episódios desse isekai repleto de fanservice, confesso que sentirei um pouco de saudades. Longe de ser uma obra prima ou algo recomendável para qualquer um, Isekai Maou foi um anime divertido em alguns momentos e exagerado em outros. Se poderia ser melhor ou não, acaba sendo uma opinião pessoal mas fato é que ao menos o final foi digno dentro daquilo que a obra se propôs a fazer. Lembrando que semana que vem teremos a resenha completa sobre a obra então não percam!

Ler o artigo →

EITA. Eu estou impressionado que não teve fanservice nesse episódio. Sério, isso é o acontecimento mais impressionante desse anime em 11 episódios de 12. De qualquer forma, foi um bom episódio apesar de alguns poréns aqui e ali que não fizeram tanto sentido. Diablo terá muitos problemas para resolver, começando com uma Lorde Demônio que despertou e deve ser no mínimo o maior desafio até então, depois ainda tem o exército de corrompidos que se agirem, será uma baita dor de cabeça não só para ele que deverá estar exausto como também para Celine que mantém a barreira e Galford com seus homens. Ou seja, corram para as montanhas porque a cobra vai fumar (ou assim espero).

Ler o artigo →

Às vezes eu me pego pensando no motivo que me fez ver esse anime. Eu leio o mangá que é parecido em certos pontos mas me parece que o anime é mais erótico do que deveria ser. Se formos pensar bem, houveram cenas de puro fanservice sem necessidade ou justificativa em todos os episódios (independente do grau). Tivemos novamente um episódio com um fanservice exagerado, desnecessário e que me faz perguntar se estou vendo um “anime normal” ou um semi-hentai enrustido.

Ler o artigo →

E finalmente entramos na reta final do anime. Depois de um episódio interessante (apesar daquela cena final ter estragado tudo), Isekai Maou ruma para o arco final dessa temporada e com isso, alguns acontecimentos um tanto desagradáveis vem por aí. E apesar do Diablo ter percebido que há algo de errado nenhuma providência foi tomada, isso sem contar a facilidade que teve em aceitar um acordo com uma inimiga.

Ler o artigo →

Diablo mais do que nunca teve uma batalha difícil e perigosa. Esqueça todas as batalhas anteriores pois elas sequer estão num nível de dificuldade próximo dessa, ou melhor, das duas lutas presentes nesse episódio. Galford não era apenas um herói de nível próximo ao de Diablo mas também um grande estrategista (ou talvez alguém que pensou bem antes de montar um plano desse tipo). E apesar do final ter sido um pouco mais cômico e até mesmo tosco, tivemos aquele que talvez tenha sido o melhor episódio até agora.

Ler o artigo →

Diablo como um otaku, teve suas experiências ruins no passado e isso acabou afetando a forma como ele lidava certo tipo de situação. E no pior episódio da obra ele tomou duas importantes decisões que mudaram o rumo da história. Shera por outro lado não teve esse direito de escolha e foi dominada pelo irmão problemático e incestuoso que possuía uma flauta perigosa. Com um incidente ruim e desnecessário, um desenvolvimento forçado e um final óbvio (ou quase), a obra se esforçou para nos trazer um péssimo episódio.

Ler o artigo →

Nessa semana o ecchi em Isekai Maou foi um pouco além do que os episódios anteriores mostraram. Foi um episódio com poucos detalhes relevantes e muito fanservice “justificado” porém, sem deixar de ser forçado. Ao menos no final tivemos algo um pouco mais interessante mas que acabará ficando para o episódio seguinte. Ou seja, para quem curte bastante fanservice o episódio foi ótimo mas quem prefere história de verdade, recebeu uma espécie de episódio de praia com um ou outro detalhe que pode se tornar útil.

Ler o artigo →

Após dois episódios recheados de lutas e provações, Isekai Maou veio com uma proposta diferente para o quinto episódio. Numa pegada mais leve com bastante comédia e no máximo preparações para a próxima missão, a obra trouxe a calmaria (bem calma nesse caso) antes da tempestade, isso tudo além de dois personagens que terão sua importância logo mais.

Ler o artigo →

Como você sabe (ou vai ficar sabendo agora), quase todos os animes lançados nas temporadas tem uma fonte original. Alguns vieram de mangás, outros vieram de light novels, games ou até mesmo de visual novels. Há exceções, é claro, temos alguns animes originais nessa temporada (como Shoujo Kageki Revue Starlight e Sirius the Jaeger) e esse artigo tem como finalidade mostrar alguns dos animes da temporada de julho de 2018 que tem versão em mangá, seja original, seja como só mais uma adaptação de outra mídia.

Ler o artigo →