Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bom dia!

Washio, Gin e Sonoko são apenas meninas. Meninas muito boas, principalmente a Gin, mas apenas meninas. É exatamente como a narração vem enfatizando várias vezes desde o primeiro episódio: as heroínas são sempre garotas inocentes.

E essas meninas são a última defesa do mundo contra monstros surreais.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Eu quase fiquei constrangido na cena de fonte termal nesse episódio. Pensei comigo mesmo “ah não, fanservice aqui, nessa situação, e com garotas tão novas?”. Elas estão cursando o que no Brasil é equivalente ao Fundamental 1. Se estiverem no último ano, têm no máximo 11 anos. Eu realmente temi por um instante que aquilo fosse fanservice. Mas não era. O anime quis sim mostrar os corpos das três heroínas, mas não para excitar-nos com eles, e sim para nos impressionar com a quantidade de feridas que elas têm. Já vi muito battle shounen em que os protagonistas não têm metade daqueles ferimentos.

Por muito menos em qualquer outro anime alguém estaria dizendo como “garotas não podem ter cicatrizes”

É com essas cicatrizes e com toda essa responsabilidade que elas ainda encontram tempo para tomar sorvete (no primeiro episódio), passear no shopping, conversar sobre crush. Que aliás é algo muito comum nessa idade, mas nenhuma delas têm, e não acho um exagero associar isso aos danos também sociais que elas estão sofrendo – com sorrisos em seus rostos! E o anime insinua, sinistro, que tudo isso ainda é pouco, que há algo ainda muito mais terrível por vir. Que elas ainda vão perder muito mais.

A única que, digamos, não estava assim tão feliz com sua vida era a Washio. Filha de uma família importante, e sendo tão nova, sempre achou que era seu destino ser importante. Bom, ela é importante. Mas ela sentia que deveria ser a mais importante. Não havia nada de narcisismo ou egocentrismo em sua expectativa, ela é apenas nova demais e foi assim que ela aprendeu que as coisas são. E cada vez que a realidade a desmentiu, ela buscou uma explicação simples, fácil, e errada para isso.

Ela ficou chocada porque esperava que fosse escolhida como líder – isso lhe parecia natural

Ao longo do episódio, com suas duas lutas e seu treinamento, ela parece finalmente ter entendido que quando o destino do mundo está em jogo, sobrenomes e títulos não importam. Elas três estão ali porque elas são as melhores para isso, e cada uma está ali por um motivo, para uma função. Ao diminuir a Sonoka a um sobrenome e ao outorgar-se o dever de unir o time, ela menosprezou suas duas colegas e ficou profundamente envergonhada consigo mesma quando percebeu isso.

Washio chora de vergonha e de frustração consigo mesma

Esse aprendizado a tornou em uma pessoa melhor e a permitiu se abrir mais com suas, agora sim, sem sombra de dúvida, amigas. Não obstante, elas não estão ali para estreitarem laços de amizade e sim para proteger o mundo e derrotar monstros, mesmo que isso roube suas infâncias, encha seus corpos de cicatrizes, e coloque suas próprias vidas em risco. Tudo isso, de preferência, com um sorriso no rosto.

A Sonoka tende a sorrir mais do que as outras

Comentários