Olá! Hoje irei iniciar a jornada de acompanhar Kakuriyo no Yadomeshi episódio a episódio. Essa semana ele nos trouxe mais informações sobre o avô da protagonista, um encontro inusitado, e configurou um pouco mais sobre como será o futuro de Aoi daqui para frente.

A primeira metade expõe a história do avô de Aoi, ele era um homem que gerava visões ruins nas pessoas, alguém amplamente livre do mundo, que vivia seguindo suas próprias regras, sem se preocupar com o que iriam pensar dele ou gerar boa impressão para alguém. É difícil esperar menos de um espírito que conseguia transitar entre o reino oculto e o humano na hora em que queria. Para além de seus feitos negativos, o que fica claro é o amor que ele sentia por Aoi.

Velório do avô de Aoi. O que as pessoas falaram dele após sua morte.

Ainda em sua primeira metade vemos o talento de Aoi- cozinhar -, tal talento lhe foi repassado pelo seu avô. Por um acaso do destino, Aoi ajuda um antigo amigo (Matsuba) de seu avô, por quem teve sua vida salva epor conta disso tinha uma dívida em aberto com ele. Algo curioso de se ressaltar é que a Aoi colocou uma pessoa que nunca havia visto na vida em seu restaurante e o ajudou, isso só mostra o quão ingênua e,ao mesmo tempo, o quão bondosa ela é. Matsuba também deixa claro o poder que o avô de Aoi possuía e que ela também possui esse tal poder.

amor e a habilidade repassados de avô para neta.

Bondade gera reciprocidade ou o ditado “gentileza gera gentileza”, isso resume bem o que acontece na segunda metade. Sr.Matsuba reconheceu o grande talento de Aoi perante todos, inclusive do Rei Ogro e mais do que isso, ofereceu-se para pagar a dívida do avô de Aoi para com o Rei, lhe oferecendo moradia e sugerindo que ela se casasse com um de seus netos. Aoi, recusando essa oferta, deixa claro seu objetivo de liquidar a dívida de seu avô por si própria, trabalhando para pagá-la.

Dando uma pausa na análise do episódio e falando um pouco da opening: que música boa, agradável de ouvir, com sequências de imagens muito bonitas, uma música tradicional japonesa, suavizada e acelerada em pontos que te fazem adorar o conjunto total da obra.

A animação novamente, a exemplo de sua estreia, ficou ótima. Uma obra visualmente linda.

Retornando a análise dos fatos, a personalidade do Rei Ogro novamente aparenta ser amena e de um Ayakashi justo, que deixou claro a Aoi o grande problema que é uma humana ter um restaurante no Reino Oculto, contudo, não a impediu, deixando-a livre para trabalhar em seu restaurante.

O Rei novamente tratando Aoi, de uma maneira boa.

O que me transpareceu é que o sentimento do Rei Ogro por Aoi é verdadeiro. Apesar de ser cedo para deduzir isso, acho que ele sim só quer fazer bem a ela. Tenho um palpite de que o Genji (nove caudas) também nutri algo por Aoi, apenas com sua expressão ao vê-la com o Rei no Kuukaku-Maru (navio voador), talvez esteja surgindo nele a semente do amor.

Enfim, começará a partir de agora a saga de nossa protagonista, em busca de conquistar os paladares e os corações do Reino Oculto.

Discussão