Sherlock Holmes é um personagem constantemente adaptado para diversos meios de entretenimento, sendo a série Sherlock a mais recente, entretanto, o conhecimento e raciocínio do detetive sempre foi usado para resolver crimes e mistérios, sendo a maioria deles policiais.

Nosso novo e querido “Xeroque Rolmes”!

Em Holmes of Kyoto é diferente. O anime, que é adaptado de uma novel, conta a história de Aoi Mashiro, uma garota colegial que se mudou para Kyoto há pouco tempo, mas por conta de uma desavença quer conseguir dinheiro para voltar à sua cidade de origem. Para isso ela acaba indo em uma loja de antiguidades no centro de Kyoto, onde encontra Kiyotaka, herdeiro e funcionário do local.

Kiyotaka foi apelidado de Holmes por conta de suas habilidades de dedução e raciocínio lógico avançadas, tendo uma forma de agir similar ao detetive de Conan Doyle.

Após Aoi tentar vender algo raro e que não pertencia a ela, e sim a seu avô, Holmes convence a menina a não vender tais peças, mas sim trabalhar com ele e o ajudar nas avaliações, vendas e compras da loja, para que a garota consiga as passagens de trem para voltar à sua cidade.

Ora, ora, ora! Parece que temos outra Sherlock, não?

O primeiro episódio foi bom. O enredo é interessante, provavelmente irá pender para o lado das falsificações de obras de artes e artesanatos raros, ou até mesmo roubo de tais itens. Os personagens foram muito bem apresentados e são bem carismáticos. As lógicas de pensamento de Holmes são coerentes, exceto algumas vezes, em que parece que ele lê o pensamento de Aoi, suas avaliações sempre estão fundadas em algo que ele aprendeu sobre o artista ou sobre a peça em si.  O anime não teve uma abertura, mas sua música de encerramento é ok, sendo agitada e contagiante, destoando um pouco do clima do anime.

A arte e ambientação estão boas, combinando bem com a obra e estão agradáveis aos olhos. Percebe-se o esmero da animação nos detalhes das relíquias que a loja possui.

Esse Sherlock…

Ainda não tenho um “hype” tão grande nesse título, já que os mistérios da obra ainda não foram trabalhados ou apresentados de forma clara, mas por se tratar de algo que eu gosto, consigo enxergar potencial nele, podendo render uma ótima história de mistério.

(Ler este artigo… isso enche você de DETERMINAÇÃO!)
~Frisk

Discussão