No penúltimo episódio de Tate no Yuusha tivemos muitas emoções. Uma nova onda que obviamente trouxe novas dificuldades, heróis de outro mundo e toda a ação que temos direito. Aliás, gostaria de deixar as minhas condolências aos outros 3 heróis inúteis que foram ignorados pelos inimigos e fugiram com o rabo entre as pernas (não literalmente). Enfim, foi um belo episódio que focou naquilo que Tate no Yuusha faz de melhor(?): as batalhas.

Isso sim é um herói de verdade

L’Arc e Therese infelizmente são inimigos. Os dois aliados decentes que Naofumi pôde ter até então na verdade estavam atrás dele. A performance de Naofumi na última onda foi vital para que o sucesso fosse alcançado e para que Glass recuasse. Dessa vez ela trouxe aliados que além de serem muito fortes, são heróis de um outro mundo e com isso abrem-se inúmeras possibilidades para a história.

Na verdade a grande questão desses personagens serem de outro mundo são seus objetivos. Eles querem matar os heróis “deste” mundo para salvar o seu e o problema é: por quê? Matar os heróis resultaria num caos de enormes proporções por conta dos chefões que são osso duro de roer, mas tirando isso, os heróis não parecem ter algum outro impacto tão importante. Claro que esse objetivo tem relação direta com isso.

Mas com isso algumas dúvidas surgiram. Nesse episódio me pareceu que o local onde as ondas acontecem são numa espécie de dimensão paralela, sendo talvez algo que fique entre os dois mundos. Os monstros presentes nela provavelmente são de lá mesmo, não tendo relação com o outro mundo. E aí vem as questões sobre o motivo dos outros heróis, afinal, será que a destruição de um dos mundos é realmente necessária?

Seria uma pena se ele não pudesse usar

O que está acontecendo de verdade? Esses dois mundos estão se chocando ou vão colidir? Porque não está nada claro as razões para que isso ocorra, ainda que seja interessante por explorar algo que outros isekais não fazem. Com as novas possibilidades, talvez possamos ver outros mundos com novos heróis ou simplesmente enxergar uma saída deste mundo para os respectivos mundos deles.

Aliás, logo no começo dessa jornada cada herói expõe que veio de um Japão diferente, podendo ser o mesmo só que em Eras diferentes (o que não deve ser o caso). Com isso, já tínhamos uma boa base para a existência de outros mundos (eu nunca liguei muito para esses detalhes), mas resta saber como isso será gerido, afinal, dependendo da forma pode acabar virando uma bagunça gigante.

Voltando para a onda, Naofumi teve de enfrentar grandes dificuldades, que já seriam grandes sem a ajuda dos outros três. Mas eles serem inúteis já era esperado, porém achei estranho eles terem sido nocauteados de maneira tão simplória. L’Arc sem precisar sua verdadeira força e sozinho foi suficiente para dar cabo dos heróis e ainda de quebra dar trabalho para o Naofumi.

Mas o que mais me chama a atenção (além da origem dele) é sua sinceridade. Ele sabe que é muito forte e não esconde o que pode fazer, guardadas as proporções. Luta contra o Naofumi que é um adversário chato de enfrentar de frente, sem subestimá-lo e com a ótima assistência da Therese. Ela também é bem interessante por conta de suas habilidades envolverem gemas. Eu realmente gostaria de saber mais sobre ela e esse poder diferente que causa tanta dor de cabeça para Naofumi e cia.

Na teoria sim

No fim, foi um episódio muito movimentado e interessante. Mais do que nunca Naofumi e cia precisarão se esforçar para superar tamanha dificuldade, ainda mais depois da chegada de Glass. Eu realmente gostaria de saber mais sobre esse outro mundo, mas considerando a situação acho isso bem improvável. Enfim, que venha o episódio final!

  1. Avatar

    Pelo que notei desde o primeiro episódio que tate no yuusha fala sobre mundo paralelos. As ondas podem ser esses mundos se chocando contra a si. Aí explicaria o porquê de ter outros heróis de outras dimensões.

  2. Avatar

    Bom dia Isa!
    Sim, eu acho que é a possibilidade que mais faz sentido considerando tudo. E como mencionei no texto, eu nunca dei muita importância para essa questão até agora pois aconteceu tanta coisa logo após isso que eu acabei esquecendo.

Comentários