Decepção é o que sinto após ter visto esse episódio, e nem é porque ele foi ruim, mas teria sido bom se não fosse o último. Entendo que a estratégia comercial de finalizar o anime deixando o aguardado embate entre Yang Wen-li e Reinhardt para ser visto no primeiro filme – de uma trilogia que lançarão ano que vem – foi uma forma de incitar o público japonês a ir ao cinema para ver a trama espacial na tela grande, mas e o público ocidental, que costuma demorar meses a sequer conseguir ver um filme de anime, como ele fica? É nessas horas que o pensamento comercial “caseiro” dos japoneses paga seu “preço”. Porém, deixando as reclamações de lado, comentarei esse último – e nada conclusivo – episódio.

Ler o artigo →

Como dizem as mais fervorosas regras de etiqueta, “Não entre na casa de alguém sem um presente.” É claro que a Aliança adentrou no território do Império sem ser convidada, mas foi muito imprudente ao não considerar a possibilidade de um vazamento de informações, o qual daria tempo e condições para a construção de um plano bem elaborado para desmantelar a ofensiva inimiga, mesmo que as custas do sofrimento do próprio povo. Aliás, se eles são tiranos opressores, por que hesitariam em usar as massas para obter a vitória? A investida esquizofrênica da Aliança caminha a beira da morte!

Ler o artigo →

Um episódio de preparação para a ofensiva da Aliança contra o império que manteve a qualidade e consistência desse remake, mas não foi tão interessante quanto os anteriores. Se serve de consolo, tudo indica que Yang Wen-li enfrente Reinhard no campo de batalha de novo. Com um buscando a vitória e o outro querendo perder, mas não perder tanto, como se desenrolará mais uma batalha?

Ler o artigo →

Chega a ser irônico essa imagem de capa ser justamente da personagem cujo interesse é o menos egoísta possível em um episódio no qual uns buscam se reeleger e outros lucrar com a guerra. Já Yang Wen-li deseja sair do exército. Ele vai conseguir o que quer? É óbvio que não!

Ler o artigo →

Outro excelente episódio de um anime excelente, o que foi possível mais a outros personagens que integram o Império do que ao próprio Reinhard ou seu braço direito, pois Oberstein e até mesmo o Imperador mostraram suas asinhas e tornaram a trama mais interessante. Vamos heróis galácticos!

Ler o artigo →

Sim, em uma história pautada pela ficção científica eis que surge um mago que muda a configuração de uma guerra interminável, só que esse mago nada mais é que um cara normal. Um gênio sim, mas não o tipo de ser humano inflexivelmente brilhante em todas as área, mas aquele que brilha quando se faz mais necessário. Ele não é um herói, mas um mago em uma história realisticamente excelente.

Ler o artigo →