Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Nesse episódio de Yowapeda, percebemos que a série foca em decidir seu futuro. Essa corrida não parece, pra mim, tão importante como o Kinjo falou, mas como ela não terminou, não tem como falar os resultado. No geral, esse episódio focou mais nos personagens do que na corrida. O que poderia ter sido um bom post, se eu não achasse o maluco de 2 metros meio sem sal. Eu esperava que a série desse mais significado pra ele nesse episódio, mas acho que eu errei, em vez de darem significado pro Ashikiba, deram mais importância pro Teshima. 

Ler o artigo →

O turismo é uma importante fonte de emprego e renda em diversos lugares, e nesse episódio de Idol Jihen, as idols congressistas foram resolver um problema que está relacionado com a principal atração turística de uma determinada ilha, que são os gatos. Os felinos que habitam a ilha são considerados sagrados e todo o local foi planejado para que eles possam coexistir com os moradores locais, e existe até um festival em homenagens aos bichanos, atraindo muitos turistas para a região. De repente eles fugiram, e então chamaram as Idols congressistas para resolver tal problema.

Ler o artigo →

Me pergunto se o Vinícius, amigo e blogueiro do Finisgeekis, diria que esse episódio foi positivo também, como ele disse em comentário sobre o episódio anterior. Sobre aquele eu concordo totalmente: apesar de uma tragédia pessoal que é sentir-se traído em múltiplos níveis depois de tanto tempo pela pessoa que você mais admira, o fato é que o primeiro episódio contou uma história de redenção de um ladrão honrado.

Já nesse segundo episódio não há honra alguma. Um homem apaixonado por uma mulher faz um juramento juvenil com um amigo e assim a perde para um homem aleatório qualquer apenas para descobrir uma década e meia depois que a felicidade dela durou pouco, tendo sido rapidamente substituída pelo desespero e pelo amargor que levaram a uma vida de crimes e, finalmente, a uma tentativa frustrada de vingança, encarceramento e, bem, eu não esperaria nada de bom para ela depois disso. De fato ou metaforicamente, a vida dela acabou ali. Pior que isso: a vida dela já havia acabado muito antes.

Ler o artigo →