Provavelmente você já deve ter ouvido falar de Pop Team Epic e conhecido sua fama, mas o que um anime sobre o cotidiano de duas garotinhas pode ter de tão bizarro quanto as pessoas dizem? Eu posso adiantar que ele não é um anime tradicional, e isso pode ser um atrativo para alguns e desagradável para outros. Porém, a experiência de assistir a um anime tão diferente como esse ainda é válida.

Pop Team Epic adapta o mangá 4-koma escrito e ilustrado por Bkub Okawa, que acompanha o dia-a-dia de Popuko e Pipimi, duas colegiais de 14 anos. A animação capta a mesma essência do material original, incluindo as situações non-sense e as referências à cultura pop, mas ainda cria novos conteúdos.

Todos os episódios contam com uma esquete principal, onde é explorado clichês de algum gênero, seja terror, investigação ou o universo idol. Ainda são inclusas esquetes curtas – que são adaptadas do mangá – além de diversos quadros focados em temas específicos. O mais famoso é o Bob Epic Team, que ficou conhecido por seu traço tosco, mas que conta com muita criatividade.

Pipimi lendo uma carta de um fã no quadro Bob Epic Team

É importante dizer que Pop Team Epic não se destaca pela sua animação, que na verdade é bem inferior a outras produções. Por outro lado, esta acaba se tornando uma das marcas registradas do anime e faz parte de sua proposta. Não é como se o estúdio não tivesse competência para fazer um trabalho melhor, mas sim uma escolha.

Aqui, a animação já está bem melhor

Outra característica marcante do anime é sua dublagem, que conta com duas duplas diferentes a cada episódio – uma feminina e outra masculina. Isso cria uma certa expectativa por parte dos fãs para saber quem serão os escolhidos. A primeira dupla – a feminina – faz parte da primeira transmissão do anime, enquanto a segunda – a masculina – faz parte da retransmissão.

Com isso, é possível deduzir que cada episódio dura apenas 12 minutos, que por conta de sua estrutura fragmentada em blocos, acaba passando mais rápido do que parece, mas ainda vale a pena assistir a reprise. Além de uma nova dupla de dubladores, algumas piadas são modificadas e parece até que estamos assistindo a um episódio diferente.

Ainda vale destacar as músicas de Pop Team Epic, e não estou falando apenas da abertura e do encerramento. O anime conta com atrações musicais muito bem produzidas, até porque a produtora da série, a King Records, é uma gravadora. Para se ter uma ideia, o anime ganhou 3 CDs com mais de 100 músicas.

Se você é fã do gênero non-sense, este anime foi feito para você. Nesta questão, ele pode ser comparado com Nichijou ou até mesmo Gintama, que conta com outro ponto em comum: a quebra constante da quarta parede. As personagens de Pop Team Epic têm consciência de que fazem parte de um anime e até comentam sobre a indústria.

Além disso, a interação também se estende ao público, fazendo com que os episódios não terminem com os créditos e cheguem nas redes sociais. Por isso, a caça a referências é um dos assuntos mais comentados dos episódios, e não se limitam apenas a animes, como também filmes, jogos e outras produções.

Isso inclui Pokémon

Pop Team Epic não é um anime comum, como pode ser percebido desde a primeira cena do primeiro episódio. Para os desavisados, pode haver algum tipo de estranhamento, mas com o tempo é possível se acostumar com a proposta. Se você gosta de humor negro, easter eggs e situações bizarras, certamente você deve dar uma chance para ele.

Discussão