Sunoharasou no Kanrinin-san é a adaptação do mangá 4-koma de Nekoume, que tem na direção Mirai Minato (de Masamune-kun no Revenge [2017]) e composição de série a cargo de Fumihiko Shimo (de Kanon [2006], Kokoro Connect [2012] e Amagi Brilliant Park [2014]). A história segue Aki Shiina, que se muda para Tóquio na esperança de recomeçar a vida, livrando-se de um drama: Aki é constantemente confundido com uma menina por causa de seu rosto de traços femininos. Para sua surpresa, ao chegar ao dormitório Sunoharasou, no qual se hospedará enquanto frequenta o ensino médio, o garoto encontra a gerente Ayaka Sunohara, uma gentil e desinibida jovem de seios fartos.  Do primeiro episódio de Sunoharasou no Kanrinin-san pode-se depreender que se trata de um conto de amadurecimento – e, por tabela, de afirmação da masculinidade – pelas vias sexual e amorosa.

Ayaka confundi Aki com uma menina, o que leva o rapaz a pensar que se mudar de Shizuoka para Tóquio, a fim de se livrar do estigma e das constantes tentativas da irmã de transformá-la em garota, resultará em fracasso. Mas ele consegue expressar seu descontentamento, no que é prontamente atendido por Ayaka (a confusão oferece uma cena da gerente com Aki no banho, em que ela alega a tradição de esfregar as costas das recém-chegadas. Aki se vê obrigado a desfazer o mal-entendido).

A gyaru Nana se encanta com os traços femininos de Aki.

No que tange a Aki e Ayaka, no decorrer do episódio temos o garoto já suspirando pela jovem e eletrizado pelos seus exuberantes seios, enquanto tenta provar que pode ser viril, apesar da aparência, ensaios de sedução por parte da gerente (algo que, segundo Yuzu, a presidente do conselho estudantil, ela faz com todos moradores do dormitório) e o encorajamento que ela dá ao novato antes do seu primeiro dia de aula.

Ayaka carrega Aki no colo: o começo da confusão e do flerte.

Há ainda as três alunas da Escola Secundária Tanamachi, que são membros do conselho estudantil: a presidente Yuzu Yukimoto, a vice-presidente Sumire Yamanashi e a secretária Yuri Kazami. Sobre elas, Yuzu é popular, mas tem complexo em relação à sua altura, por isso usa um patinho de borracha no topo da cabeça para aumentar a sua estatura. Já Sumire gosta de coisas fofas e tem uma queda pela presidente. Ela sangra pelo nariz quando excitada por alguma imagem de fofura (como a Chitose, de Yuru Yuri [2011-2015]). E Yuri é a mais delicada e atenciosa do grupo, não obstante, dá sinais de ser meio-pervertida.

As integrantes do conselho estudantil: personagens divertidos.

A configuração dos residentes do dormitório leva à interpretação de que não se trata de um harém, já que as meninas do conselho estudantil não demonstram – até que os próximos episódios venham a apontar o contrário – interesse por Aki. Na trama ainda falta a gyaru Nana Sunohara, irmã de Ayaka, vista apenas no início do episódio. O que tudo indica é que será um triângulo com uma onee-san, uma gal e um garoto mais novo que elas, que deseja desesperadamente provar sua virilidade.

Momento de sedução. Ayaka faz Aki sentir as batidas do seu coração. Traduzindo, mão no seio.

O primeiro episódio aponta que haverá um pouco de ecchi, humor com os seios das protagonistas, cenas constrangedoras, romance e um processo de amadurecimento. Um slice of life que certamente não agrada a todos os públicos (tema, shotocan, humor/abuso), mas tem personagens simpáticos e uma comédia que – embora sexual e clichê – garante diversão.

Discussão