Nos últimos anos cada vez mais vemos novas obras que tem como tema que rege a história o fenômeno isekai. Trazendo os mais variados personagens, temas e até mesmo o padrão seguido, essas obras vem cada vez mais caindo no abismo de alguns clichês ou ao menos fugindo deles por completo. Nesse artigo eu gostaria de recomendar algumas obras que fogem um pouco do habitual (personagem morre, vira um herói invencível e tem um harém) e ao menos possuem um diferencial relevante. E sim, talvez elas não fujam de todos os clichês, algo um tanto complicado num gênero tão saturado mas ao menos ela tem pontos positivos o suficiente para lhe render uma boa leitura. E só lembrando que aqui você, caro leitor(a), verá apenas um resumo básico sobre cada uma das indicações.

Ler o artigo →

Como é difícil comentar certos episódios de Tokyo Ghoul:re, pois muitas vezes acontece muita coisa na tela e fico indeciso sobre o que é relevante comentar e o que não é. Com mais episódios as cenas teriam como ser melhor desenvolvidas e isso não seria tanto um problema. Enfim, o quarto episódio foi importante para o prosseguimento dessa adaptação, pois tanto revelou a verdade sobre o Rei de Um Olho, quanto indicou o que acontecerá daqui em diante. É hora de Tokyo Ghoul:re no Anime21!

Ler o artigo →

Boa tarde! Como você está?

Antes de mais nada, devo comentar uma coisa que estragou o episódio, pelo menos na minha visão enquanto espectador. Basicamente, as piadas indevidamente encaixadas tiveram a infelicidade de serem colocadas em um episódio essencialmente sério, e claro, não posso esquecer que foram feitas por um dos poucos personagens que teoricamente, é sério dentro da trama – ao menos eles deveriam ser –, claro que a apresentação de um novo personagem abre espaço para que ele seja exatamente como o autor queira que ele seja, no entanto, o problema está no Tenente Tsurumi. Se as piadinhas fossem algo mais rápido e passageiro, não seriam um problema tão grande, mas elas se arrastaram por vários minutos com a morfina e depois com as plantações, armas, deficiência auditiva e até mesmo uma deficiência no lobo frontal do Tsurumi.

Ler o artigo →

Eu gosto muito de situações que só o RPG cria.

Como assim?

Muitas vezes as pessoas acabam idolatrando ou exaltando muito filmes medievais, ou os filhos do Tolkien, por conterem narrações épicas com cenas de arrepiar, em que até as batalhas menos importantes têm um trabalho enorme por trás.

Mas meu amigo, Slime tá quebrando um pouquinho esse conceito.

Venham ver os anões que são só… anões, sem falar da cena “sessão da tarde” que o episódio 4 gerou! Coisa que você não veria em lugar algum, só em um anime Isekai mesmo.

Sem mais enrolação, vamos para a dobradinha de Slime!

Ler o artigo →