Twin Star Exorcists (Sousei no Onmyouji, no original japonês) é uma obra publicada pela revista Jump SQ (Blue Exorcist, Claymore, Platinum End, etc) desde 2013 e conta com 69 capítulos em andamento e disponíveis em português, compilados em 18 volumes. A obra teve uma versão animada em 2016 com 50 episódios produzidos pelo estúdio Pierrot (Naruto, Black Clover, etc) e sinceramente foi péssima. Geralmente, nessa coluna, eu exponho algumas diferenças entre o mangá e o anime e depois menciono alguns acontecimentos que vem depois. Mas, no caso de Sousei, nem dá para fazer isso pois a suposta adaptação foi um anime baseado na obra, com os mesmos personagens, no mesmo mundo e com um pouco da essência que o original tem.

Ler o artigo →

Monster Musume é uma obra publicada desde 2012 na revista Comic Ryu e escrita por Okayado. A história de um harém nada comum teve sua adaptação para anime em 2015 tendo 12 episódios e sendo produzido pelo estúdio Lerche (Ansatsu Kyoushitsu, Kuzu no Honkai, etc). Desde então, vários capítulos foram lançados mesmo o mangá sendo mensal e obviamente muita coisa aconteceu. E sim, temos material suficiente para uma nova temporada e ainda sobraria para ser franco. De qualquer forma, iremos tratar de maneira resumida os acontecimentos do mangá pós-anime sem grandes spoilers.

Ler o artigo →

Killing Bites foi um anime lançado em 2018 (exatamente um ano atrás estava sendo transmitido), que contou com 12 episódios. Produzido pelo estúdio LIDENFILMS (Koi to Uso e Terra Formars), a obra foi uma mistura estranha de ecchi, gore e lutas que envolviam indivíduos com poderes animais (literalmente). E acabou sendo uma mistura até que boa com uma obra que entregou o que prometia, tendo boas lutas e um final bem interessante. Dito isso, vamos tratar do mangá e tudo o que ele traz após os acontecimentos do anime.

Lembrando que há alguns outros artigos dessa coluna aqui no blog que podem ser do seu interesse!

Ler o artigo →

Yuragi-sou no Yuuna-san é um mangá da Weekly Shounen Jump publicado desde 2016 e tem como autor Miura Tadahiro. Atualmente, a obra conta com 148 capítulos (146 em português), teve uma adaptação em anime que possui 12 episódios e 3 OVAs e recentemente recebemos o anúncio de que a editora Panini irá publicar o mangá aqui no Brasil com o nome Yuna da Pensão Yuragi (que é uma tradução literal do nome original). E bom, o intuito desse artigo é comentar um pouco sobre a adaptação e claro, expor o que vem depois e por isso, contém spoilers, mas eu tento não colocar tantos para que você, caro(a) leitor(a), que tem interesse em ler não seja tão prejudicado.

Ler o artigo →

Seguindo outros artigos dessa coluna, a obra a ser tratada dessa vez é Grand Blue. Publicada desde 2014 na revista Good! Afternoon (Ajin, Hanebado!, etc), a obra conta com 12 volumes em japonês e uma adaptação para anime com 12 episódios do estúdio Zero-G (Tsugumomo) que foi transmitida no ano de 2018. Neste artigo eu irei comentar um pouco sobre a adaptação, alguns acontecimentos que se passam depois daqueles que ocorreram no anime e claro, sobre o ponto de onde se deve começar. Sim, terá spoilers, mas não ao ponto de estragar sua experiência ao ler.

Ler o artigo →

Nesse ano de 2019, o blog terá algumas colunas semanais feitas pelos nossos redatores. Esse aqui é o primeiro artigo da coluna Mangá vs Anime, onde eu comentarei sobre as diferenças entre as mídias (Mangá e/ou Light Novel para o Anime) e um pouco sobre o que acontece depois do anime com alguns spoilers. Como você, caro(a) leitor(a) pode ver, a primeira obra a ser tratada é Made in Abyss. A obra é publicada desde 2012 na revista Web Comic Ganma e escrita por Akihito Tsukushi. Teve sua adaptação para anime em 2017 contendo 13 episódios (o último episódio tem 50 minutos) e possui uma segunda temporada confirmada (sem data) e dois filmes com data de lançamento para 2019.

Ler o artigo →

One Punch-Man é um mangá lançado desde 2012 sendo escrito por ONE e ilustrado pelo incrível Yuusuke Murata. A obra originalmente era um webtoon escrito por ONE que acabou sendo deixado de lado após 109 capítulos por conta do remake (o mangá que está atualmente ativo). Contando com mais de 140 capítulos e 18 volumes, a obra é publicada aqui no Brasil pela Panini, possui uma temporada de 12 episódios feita pelo estúdio Madhouse e disponíveis na Netflix com dublagem nacional. E com uma segunda temporada anunciada para abril de 2019 eu gostaria de comentar sobre o que vem por aí e por isso esteja preparado para os spoilers.

Ler o artigo →

O anime de Koi to Uso terminou em setembro de 2017. Foi “quase” fiel ao mangá mas tivemos umas mudanças em alguns acontecimentos e a exclusão de outros. Ao conversar com alguns amigos(as) que também leem o mangá, é de concordância unânime que o mangá é superior ao anime (sério, vejam as notas dos reviews no MAL do anime e do mangá). Claro que não seria muito justo criticar o anime visto que seu final seria aberto mesmo que seguisse a obra original que ainda está em andamento.

Ler o artigo →