O segundo episódio de Comic Girls amplia os ambientes de interação das mangakás (para além do dormitório). Na primeira metade, elas vão juntas a uma loja de materiais de arte, e, na parte dois, ocorre o retorno à escola para as veteranas Ruki e Tsubasa e início das aulas para as novatas Karuoko/Kaos e Koyume. Essas situações rendem três elementos já presentes no episódio 1, e que darão a tônica da série: humor – mais vinculado ao tipo de animes que cada uma das garotas produz –, a luta de Karuoko para superar seus entraves emocionais e o apoio incondicional que elas fornecem umas as outras.

Ler o artigo →

Comic Girls é a adaptação do mangá 4-koma de Kaori Hanzawa, publicada pela editora Houbunsha Comic Girls, desde 2014.  E logo em sua primeira cena, o anime apresenta o maior terror para toda e todo jovem aspirante no mundo da arte: receber críticas negativas sobre a sua obra. Kaoruko Moeta, conhecida como Kaos, abala-se com comentários do tipo “A história é ruim” e “Nunca vi garotas do ensino médio tão irreais” que recebe de leitores em uma enquete, não consegue se conter e irrompe em lágrimas ao celular para espanto de sua editora, a portadora das más notícias. Diante da situação, e por acreditar no talento de Kaoruko, a editora propõe a ela participar da residência para garotas mangakás promovida pela revista Bunhousha. A introdução da série nos coloca perante à dificuldade que o ser humano tem para lidar com avaliações que não suprem sua expectativa a respeito de algo que cria. O sofrimento (com alta dose de humor) de Kaos resulta plausível, gerando a ambiência e movimentando um primeiro episódio promissor.

Ler o artigo →