Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bom dia!

Montar o quebra-cabeça. Botar ordem na bagunça. Guia. Detonado. Como preferir chamar, alguns termos são mais apropriados, outros são menos, mas o que importa é a ideia.

Dies irae é um anime confuso pra caramba, demorou para começar de verdade, teve um prólogo incompreensível, demorou para dizer sobre o que se tratava, e tenho a impressão que nem o protagonista sabe ainda porque está tendo que lutar, só sabe que se não lutar, pessoas queridas para ele irão morrer. E provavelmente o inimigo não permitiria que ele não lutasse de todo modo.

Perdão por quase um mês de blecaute de artigos de Dies irae, mas escrever sobre tantos episódios ao mesmo tempo talvez tenha me permitido reunir uma massa de informações suficiente para entender melhor – e explicar nesse artigo – o que está acontecendo, afinal, nesse anime.

Ler o artigo →

Bom dia!

Dies irae riu da minha cara e disse basicamente que tudo o que eu especulei no episódio anterior estava errado. Bom, talvez não tudo porque o próprio anime não tocou em todos os pontos que eu toquei ainda, mas aposto que é só questão de tempo. Isso é um pouco chato quando já se está no oitavo episódio (não esqueça do episódio zero) de um anime que terá apenas doze. Será que agora sim, finalmente, sabemos do que se trata afinal Dies irae? Espero que sim, já que tive que assistir um episódio expositivo inteiro com o vilão me explicando!

Ler o artigo →

Bom dia!

No episódio anterior pela primeira vez o grande objetivo dos vilões e a razão para tudo o que está acontecendo foi revelada. Também a mecânica do funcionamento dos super-poderes foi explicada. Nos dois casos, não dá para dizer “nossa, que explicação maravilhosa”, mas é o bastante. Tem anime que estou gostando mais e está explicando bem menos nessa temporada, então tem isso.

Aí este episódio serviu para unir algumas pontas que ainda estavam soltas. E ficou um laço tão bonito e bem feito quanto um cadarço de sapato amarrado por uma criança que ainda está aprendendo – na aparência, tá ali tudo junto, mas não precisa nem puxar uma ponta pra soltar, porque já está solto.

Estou com um pouco de pressa porque preciso estudar para duas provas hoje, então vou escrever esse artigo em forma de tópicos. É capaz de eu demorar mais do que se escrevesse um artigo normal, mas eu sou bom em tomar decisões ruins quando sob pressão.

Ler o artigo →

Bom dia!

Finalmente! Já passava muito da hora do anime começar a contar porque afinal de contas aquele monte de nazistas estão por aí matando pessoas e perturbando a vida do Ren. Não é só porque eles são nazistas! Sim, todos os nazistas matam e perturbam pessoas (embora nem todos que matam e perturbam pessoas sejam nazistas), mas se Dies irae ficasse apenas nisso seria uma história bem ruim.

Agora eu acho que é só um anime com execução ruim e uma história medíocre e descaradamente copiada de outra visual novel com sua própria franquia de animes muito mais famosa que eu não vou dizer qual é mas que começa com Fate e termina com barra-qualquer coisa.

Ler o artigo →

Bom dia!

Esse anime está mais ensandecido a cada episódio ou é impressão minha? Confesso que gostei da reviravolta desse episódio, foi uma boa sacada e uma forma de envolver uma personagem que até agora não vinha tendo função nenhuma no roteiro. Era uma extra e eu já estava começando a me perguntar porque ela existia.

Mas isso, embora importante para o episódio, é só um detalhe no grande esquema das coisas em Dies irae. E a julgar pelo trono divino em que Mercúrio está, o esquema é grande mesmo.

Ler o artigo →

Bom dia!

Nossa! Aconteceu bastante coisa nesse episódio, e ao mesmo tempo aconteceu tão pouca! Assim, não é de se admirar que poucos consigam entender o que realmente houve de importante, não se culpe por isso.

Padres, mulheres que moram em uma igreja mas não sei se são sacerdotisas, garotas que moram em uma igreja e certamente não são sacerdotisas, pessoas sádicas que chamam outras pessoas de macacos e não devem ser pessoas de verdade, pessoas que estão no comando mas não são obedecidas, um protagonista assassino confuso, eita.

No meio de todo esse caos, o que realmente aconteceu?

Ler o artigo →