Depois de uns episódios sumido, Joker aparece para dar um novo susto no Shinra. O personagem de cara diabólica ainda é uma incógnita, ele nem parece estar do lado dos bombeiros e nem dos cavaleiros. Esse ar desconhecido que está no anime parece mais criar estranhamento do que clareza com as pistas.

Ler o artigo →

E mais um arco se encerra com uma alta performance em lutas. Veja que o Shinra é bem mais apelão do que parece. Ele conseguiu derrotar uma capitã e lutar no mesmo nível que um tenente. Claro, o lugar proporciona uma certa vantagem para o protagonista, mas isso não diz muito sobre o que ele é capaz.

Ler o artigo →

Na continuação da missão dos recrutas do 8° batalhão, mais informações foram dadas. Dessa vez 2 coisas chamaram a atenção: o tal inseto que dá origem aos infernais e a tal luz piloto. Os eventos deste episódio não foram com algum show de ação, mas sim como a introdução para as lutas.

Essa introdução é como um catalisador, catalisador este de emoções, principalmente por todo o choque quando a Tamaki descobre as reais intenções do Tenente Rekka, na qual ele transforma uma criança em um infernal. Este clima é o responsável por nos encher de expectativa quando Shinra chega para salvar a garota, criando uma ânsia no telespectador para que ele veja o próximo episódio.

Ler o artigo →

O 7° episódio foi um episódio bem episodicamente engraçado. Não sei o que deu nos personagens, mas se o que deu realmente deu, então está dado. Novos personas foram apresentados, e a apresentação foi um tanto apresentada.

O tenentismo dos tenentes realmente deu no que falar, e falando deles, também devo falar das lutas, nas quais, lutando, o protagonista Shinra finalmente está perto do seu passado. Hora da análise analítica desse episódio estranho.

Ler o artigo →

Eis aqui o encerramento do confronto. Novamente Fire Force traz um bom episódio, não focando somente nas lutas. É um battle-shounen promissor ao se pensar nisso, levando em conta ao querer aumentar sua popularidade. Sei que lutas às vezes são bem mais espetaculares quando busca-se dar destaques às ambições, além de incertezas e passados dos personagens. Mas só lutar é necessário?

Ler o artigo →

Ambos episódios marcam o confronto entre o 5° e o 8° batalhões. O que Obi disse ao Shinra no 3° episódio passa então a ser colocado em prática, ou seja, o verdadeiro objetivo, que nada mais é do que descobrir o que os outros batalhões escondem.

O 4° episódio faz uma apresentação básica do que está por vir, mostrando a Princesa Hibana, que é uma mulher bem empoderada, diga-se de passagem. Já o 5° episódio é a parte em que começa a briga, essa é a hora em que se combate fogo com fogo.

Ler o artigo →

Bom dia!

Tenho escrito muito sobre o blog em si, o que também é próprio dessa coluna, mas meus artigos preferidos da coluna, não vou mentir, são os sobre gêneros e coisas do tipo, como aquele sobre Alta Fantasia e Isekai, por exemplo.

Ainda assim, publiquei um punhado de artigos sobre a indústria e o hobby em geral. Só quê, adivinhe só: a maioria desses artigos são tapa-buracos quando não tenho tempo de pesquisar outras coisas.

Não são todos, é claro. Aquele sobre o Kyoto Animation foi totalmente planejado, embora eu preferisse jamais ter motivos para planejar algo do tipo. Esse é o caso mais uma vez, em que decidi tratar de um tema que nas últimas semanas vem, digamos, pegando fogo.

Ler o artigo →

O 3° episódio enfim foi lançado. Pelo triste ocorrido com a Kyoto Animation, houve uma mudança de planos com Fire Force. Como o anime se trata de incêndios e do trabalho de bombeiros, não houve nenhuma transmissão deste episódio na semana passada e além disso, ele ainda sofreu algumas modificações – pela questão do fogo. Dito isto, comecemos mais uma análise de episódio.

Ler o artigo →

Como no último capítulo, Fire Force mostrou que não é um simples Shounen, confesso que o subestimei – assim como o novo recruta subestimou a Maki – e isso é mais explícito quando chegamos na segunda parte do episódio, mas presumo que seja melhor começar esta análise com o início do episódio, que já mostra que teremos um evento de recrutas.

Ler o artigo →

A união entre o autor do popular e elogiado Soul Eater com o estúdio que dá vida ao clássico Jojo não poderia resultar em menos que um anime de qualidade, né? Sei que as expectativas eram essas, e eu confesso que também pensava isso, mas o David Productions apelou. Fire Force, Enen no Shouboutai é o título original japonês, teve uma estreia de tirar o fôlego que empolgou mais por sua animação, é a verdade, mas não deixou de entregar um universo e uma trama interessantes. Há potencial na obra e ele brilha como o fogo ardente que os bombeiros tentam apagar. É hora de Fire Force no Anime21!

Ler o artigo →