Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

HunterxHunter. Não sei por onde começar… talvez dando uma breve introdução? HunterxHunter é um mangá da Shonen Jump que recebeu uma adaptação em anime, duas na verdade. A primeira adaptação cobriu a saga das aranhas, mais tarde adaptou a saga Greed Island com OVAS. Já na segunda adaptação, de 2011, o anime decidiu ir mais além e cobrir até a saga eleição, que é uma antes da saga atual do mangá. Se me perguntarem qual das duas é melhor, depende dos seus olhos. A primeira versão logicamente tem uma animação mais antigona e traço que lembram animes da época dos anos 90. Já a de 2011, bom, você deve saber como é a animação hoje em dia. Sinceramente eu acho as lutas um pouco melhores, só pelo fato de mais detalhes e etc… mas eu acho que a versão antiga dava uma atmosfera mais séria pro anime. Enfim, eu tenho quase certeza que eu já fiz uma introdução de HunterxHunter.

Curta o anime21 no facebook:

Mas se você ainda não conhece HunterxHunter, o anime conta a história do jovem Gon Freecs que deseja se tornar um Hunter e buscar o seu pai. Ele deseja se tornar um hunter para descobrir o motivo do pai dele o ter abandonado quando ele era uma criança. Pois é, best pai ever.

Enfim, eu pretendo fazer isso como um modelo similar ao de FMA, eu vou comentar cada arco como eu fiz, porém eu não vou ser tão paranoico como fui em FMA, que eu reassisti e fiquei vendo/ “analisando” o animu. Eu adoraria reassistir HxH, porém eu não tenho tempo pra isso mais.

O veterano, o calouro e o que se graduou

Vamos começar com a primeira saga do anime, Exame Hunter. No primeiro episódio não vemos nada de anormal, e nada de interessante também. Na real, demora um pouco pro espectador saber que tipo de personagem cada um é. Tirando o Gon, o autor decidiu soltar a história de cada um em partes, em alguns momentos o autor deixava o espectador  brincar de adivinhar como o personagem é, o que ajuda a adicionar informação pra quem está vendo logo no começo, quando o autor fala que ser um Hunter é uma coisa perigosa e que as pessoas precisam tomar cuidado. Realmente, pra manter em segredo parte da sua personalidade deve ser um trabalho bem perigoso. No geral, a gente não vê uma cena em específico onde certo personagem mostra uma ação que representa 100% um arquétipo.

 

A gente consegue ver fragmentos desses arquétipos, como quando o Leorio fala que ele quer ser um hunter por causa do dinheiro, e como o dinheiro mudou a vida dele, ou o Kurapika falando que ele quer ser um hunter por um motivo similar ao dele, vulgo, vingança. Enquanto isso, o Gon quer ser um hunter para achar o pai, e o Killua deve estar lá pra matar o tempo mesmo. Diferente de FullMetal, onde a autora já jogou logo de cara as intenções dos personagens e o porquê deles quererem cumprir o objetivo deles, o Togashi simplesmente usa a desculpa de que a profissão deles não deixa eles darem informações pro público. O que funciona.

Mesmo o autor tentando esconder truques, conforme o exame avança a gente vai vendo mais gente morrendo. Eu queria falar que isso é parte de algum arquétipo, mas não, infelizmente não. É triste falar isso, mas o autor de HxH conseguiu fazer sucesso só mostrando a ideia dele pro público. Ele mostrou sim alguns arquétipos, como a Era de Ferro, no exame todo.

A Era de Ferro é quando o personagem perde a utopia dele e precisa passar por uma fase para conseguir recuperar ela. Pelo menos nesse arco, o que dava pra entender era que se eles conseguissem a licença hunter deles, eles estariam pelo menos um passo mais perto do sonho deles. Agora, sabe aquelas mortes que eu mencionei? Então, essas mortes ajudam a fazer esse arquétipo um pouco mais sólido. O Hisoka e o Illumi também ajudaram nisso, infernizando a vida dos protagonistas, e tem aquele gordinho que só fode os outros… ele também faz isso, e muito bem. O arco também introduz a Era de Ouro do Gon, que é encontrar o pai dele, que vamos falar a verdade, não é tão interessante assim. Uma simples tarefa vira um jogo mortal, graças a esse arco. E como mencionei antes, o arco também menciona a Era de Ouro dos outros personagens, bem vagamente mas menciona, Leorio ganhando dinheiro, e Kurapika com as vinganças dele.

Só pra lembrar vocês, eu achei o arco em si meio repetitivo, quando não tinha lutas decentes. Digo, o arco seguia uma fórmula e abusava demais, e no fim sempre precisava depender do “inesperado”. No final do arco que as coisas começam a andar, quando o autor decide dar mais foco à história do Killua. Nessa parte é quando a gente vê a história usando os arquétipos. O legal de HunterxHunter é que como ele tem mais mortes que FMA, o autor consegue ter mais chances pra usar A Enchente, porém isso fica em um post futuro.

Esse teste foi meio chato s/2

É isso aí galera, eu termino com o post por aqui mesmo. Eu não quero ficar colocando muita informação pra vocês. E talvez no próximo episódio eu consiga cobrir a história do KIllua.

Comentários