Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

A temporada de abril decidiu deixar um de seus melhores animes para o final, e ele é o spin-off de DanMachi, que também pode ser chamado de segunda temporada. Ele apresenta uma das melhores propostas do ano, pois conta uma nova história e ainda explora o sucesso que já nos foi apresentado na primeira temporada.

Se você assistiu a primeira temporada e conheceu o mundo e todo o conceito que existia lá, também tem tudo para gostar dessa nova história. Por outro lado, mesmo que você não conheça nada de DanMachi, ainda vale a pena conferir.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Dessa vez a protagonista é Ais, que conhecemos como uma das mais poderosas da Família da Deusa Loki. Esse novo ponto de vista é a grande sacada do anime, pois agora podemos ver de perto aquela personagem que parecia intocável. Com isso, também descobriremos as fraquezas, angústias, e problemas enfrentados por ela, algo que antes parecia inexistente. Nesse primeiro episódio esse assunto já foi discutido, o que é interessante percebermos, que até os mais fortes e mais perfeitos à primeira vista também têm seus desafios.

 

Além de Ais, também nos foi apresentado uma nova equipe, que conta com personagens novos e desconhecidos. Mesmo assim, nenhum deles teve uma grande importância na primeira temporada, o que deixa as coisas mais interessantes pela profundidade que devem receber. Além disso, essa nova equipe é muito mais forte e experiente que a guilda de Bell, até mesmo com mais pessoas. Dessa forma podem ser exploradas estratégias de batalhas diferentes e mais complexas, inimigos mais poderosos e mais trabalho em equipe (ou a falta dele).

Nesse primeiro episódio, a elfa Lefiya foi uma das personagens que mais me chamou atenção. Ela reconhece a habilidade de Ais, mas tem dificuldades para lançar sua própria magia, o que cria um contraponto interessante entre as duas. Na batalha contra as lagartas-gigantes-que-jogam-ácido parecia que já teríamos algum progresso na falta de autoconfiança da personagem, mas achei uma boa decisão amadurecer a ideia com o decorrer dos episódios.

As irmães Tiona e Tione funcionam bem como um alívio cômico, mas a piada sobre peitos pode se tornar desgastante se for usada toda hora durante esses 12 episódios. Outro personagem interessante é Finne, que funciona como uma espécie de líder do grupo e superior até mesmo à Ais. Ainda não o vimos em batalha e não sabemos o motivo de ele estar no comando, mas já é um diferencial ele liderar uma equipe tão forte com sua pouca idade aparente.

Não! Vamos usar as piadas sobre peitos de forma moderada

Ainda sobre o primeiro episódio, algumas coisas não aconteceram da maneira que eu esperava em relação a ameaça. Em primeiro lugar, me incomodou bastante a forma como todos ficaram parados OLHANDO para a lagarta gigante ao invés de atacarem o monstro. E ficou ainda mais estranho quando todos derrotaram o monstro com um golpe a partir do momento em que Ais apareceu.

O anime abandonou totalmente a lógica quando Tione resolveu, DO NADA, derrotar o monstro que prendia ela só por ter ficado com raiva. E pior, sem sofrer quase nada com o ácido, que queimou outro personagem gravemente e dissolveu a arma da irmã. Quanto a essa última situação, eu espero que seja explicado racionalmente o motivo para isso acontecer, já que os personagens comentaram com estranhamento o fato.

Ainda tivemos esse personagem que eu não lembro de ter aparecido antes, mas tem muita cara de vilão

Esquecendo esses pontos negativos, o final do episódio nos revelou algo que me deixou bem feliz: ele não se passa depois da primeira temporada, mas sim ao mesmo tempo. Isso foi confirmado com a última cena do anime, que já tínhamos visto do ponto de vista de Bell. Acredito que esse spin-off vai brincar com a questão da perspectiva dos personagens durante toda essa nova temporada, o que torna algo bom para os fãs, e dá até vontade de assistir as duas versões juntas.

 

Eu espero que para os próximos episódios continue nos dando easter eggs dos acontecimentos passados, nos apresente essa nova equipe de forma mais intimista e profunda, além de batalhas nos níveis mais altos da Dungeon. Será um ótimo contraste em relação à primeira temporada, além de ser uma forma de conhecermos mais sobre o universo em que a história se passa.

Comentários