Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui quem vos escreve é a Tamao-chan, e venho com mais um artigo de Fukumenkei Noise!

E neste episódio temos uma grande representação do que é o sentimento da saudade, e o que este sentimento pode causar nas pessoas. No caso da Nino, ela sentiu uma grande dor, ficando até mesmo deprimida em certa parte do anime. Ela e Momo (que até agora estou acostumada por ser nome de menina, e o Yuzu também, pelo visto) eram muito próximos e, depois que ele se mudou, até mesmo apertar o botão para que o sinal ficasse vermelho e ela pudesse atravessar (cujo qual aqui no Brasil nunca funciona e você fica plantado, esperando ou a boa vontade de alguns motoristas para pararem, ou espera 5 horas para o sinal fechar) se tornou um fardo.

O que importava é que os dois estavam sempre cantando, e Nino se sentia feliz e invencível com isso.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Além do mais, Nino não tinha a menor noção do que era estar sozinha, e sofria bullying constantemente com isso. Não apenas ela, como Momo também. Ele não ligava tanto, porém quando percebia que sua amiga ficava irritada ou quando estava vendo que os colegas de classe estavam exagerando, conseguia dar um jeito na situação e parar com aquilo tudo.

Ela usava máscara cirúrgica desde a época que Momo foi embora. O trauma foi tão grande que não sabia o que fazer.

Nino não mudou praticamente nada depois que cresceu. Continua cantando em voz alta para guiar Momo e fazê-lo voltar para ela. Mas não é só disso que foi feito o episódio. Yuzu também foi de uma grande ajuda para a garota (e teve até um chupão desnecessário, ou necessário, dependendo do ponto de vista indicando que ele estava ao seu lado e para que aparecesse mais vezes toda quarta. O menino tratou como se fosse uma “marca”, mas ela estava com cachecol mesmo, acho que tanto fazia. Mas por que estou me prolongando tanto com essa libertinagem? Não sei mais.)

Depois que Momo foi embora repentinamente e Nino se sentia sozinha (e aí você lembra desta música aqui), ela foi à praia. Como a menina nem se liga muito nas coisas (que aconteceu várias vezes, por exemplo, quando Momo ia falar um troço e ela achava que tinha o direito de cantar por cima) quase pisou na música que Yuzu estava compondo… NA AREIA, e ela começou a cantar o “lalala~” que tinha no primeiro episódio. Como a voz da mesma é muito potente, o garoto ficou impressionado e pediu para ela voltar toda quarta-feira. Até mesmo pensou que Momo fosse uma garota e, como Nino falava dele o tempo todo, Yuzu sentiu uma pontada enorme de ciúmes.

“Ouça quando alguém está falando com você.” Mas ela era chata mesmo, não?

A parte mais catita do anime foi quando um dos garotos que praticavam bullying com ela pediu para que a Nino cantasse qualquer coisa, já que só cantava com o seu amigo de infância, e ela conseguiu soltar a voz, mesmo chorando e com a sua voz tremendo. Todos da classe pararam, e entenderam o recado (se é que tinha um recado para ser entendido por crianças, mas o que ela quis dizer é que pode ser forte e invencível se continuasse cantando e, um dia, com a sua voz, traria o amigo de volta). No mesmo dia, ela foi à praia, conseguiu terminar a música que Yuzu compunha, e ainda recebeu a mensagem: “Tchau, Alice!”. Uma emoção grande tomou conta da garota, que decidiu cantar… até hoje.

“A música o alcançou” ALCANÇOU, MENINA! PARABAINS!

Então descobrimos que Yuzu sente algo pela Nino, e isso pode ser complicado. Aliás, acho que complicado não é a palavra. Acho que seria mais previsível, pois isso já é de praxe em triângulos amorosos (por mais que ela não perceba que sente algo pelo Momo), e a situação mais uma vez se torna clichê. Vamos esperar pelos próximos episódios! Muito obrigada por lerem até aqui, e até o próximo artigo!

Comentários