Nil Admirari é um anime original do estúdio Zero-G. Apesar de ser uma adaptação original (como dito acima), a história vem originalmente de uma visual novel lançada em 2016 para PS Vita com uma sequência no ano seguinte. Por ser um Otome game, a obra tem um estilo “padrão” com personagens masculinos de beleza anormal (porque 90% no mínimo será um “pedaço de mal caminho”) e uma garota como protagonista.

Ambientado no Japão no início do século 20, a história conta sobre Tsugumi Kuze, uma garota que é obrigada a se casar por conta da situação financeira de sua família. Por conta de certos eventos ela acaba se desentendendo com seu irmão mais novo e uma série de eventos acontecem. Afim de se resolver com ele, ela busca formas de dialogar com o mesmo afim de entrar num consenso. Porém, após quase presenciar uma tragédia, homens fardados aparecem e pedem para conversar com ela. Ao conversar com eles, é explicado que existem livros que podem levar as pessoas a morte e além desse fato chocante, ela descobre que consegue identificar tais livros. A partir daí ela recebe o convite para ajudar uma organização que lida com tais livros e é assim que a história começa.

Inicialmente o anime não demonstra ser tão interessante assim de modo geral. Apesar de toda a explicação e montagem para a base de tudo, o que foi apresentado parece ter algo em falta. O design dos personagens é bonito (normal para esse tipo de obra) e até onde me lembro, consistente. E apesar de todo o carisma padrão, a obra conta com outros personagens interessantes (inicialmente) que não fazem parte do possível harém inverso ou melhor, do grupinho mais próximo. Outra coisa que vale a pena citar é que o anime foca naquilo que deve mostrar e não enrola (apesar de enganar) mostrando cenas que não irão ser úteis. E apesar de ter mostrado um drama familiar no início, o roteiro parece que seguirá focado em resolver os casos dos livros e a relação da protagonista com seus companheiros.

Foi uma boa estréia. Podia ser melhor dado o tema da obra mas a execução foi interessante o bastante para deixar uma certa curiosidade pela sequência. A obra será finalizada com 12 episódios e além de tudo isso tem algumas adaptações para mangá também.

Discussão