SIM, ele voltou e com um visual novo. O lendário (ok, empolguei) Hyoudou Issei e sua jornada por um harém (ele tem outros objetivos também) retornou após 3 anos, e além de um visual novo nos trouxe um episódio de recapitulação, ou para definir melhor, podemos dizer que foi um episódio que corrigiu os erros passados. Claro que por conta de ser ecchi a obra já recebe uma alta desvalorização injusta de muitos e por isso eu gostaria de perguntar: será que esse é apenas mais um ecchi sem história?

Vamos comentar sobre a série como um todo. Highschool DxD é uma light novel que começou a ser publicada em 2008 e teve sua primeira adaptação para anime em 2012. De lá pra cá tivemos mais duas temporadas (era quase uma temporada por ano em sequência, contando com a primeira adaptação: 2012, 2013 e 2015) e vários OVAs. A última temporada (Highschool DxD Born) foi de certa forma polêmica por conta das mudanças entre light novel (original) e anime, fazendo com que muitos fãs ficassem insatisfeitos com isso. Eis que agora nessa quarta temporada decidiram que consertariam os erros passados e fariam mudanças “drásticas”. Começando com o visual que mudou, se tornando mais fiel aos traços da light novel, e o mais importante, fazendo um final alternativo para a terceira temporada.

Esse é o episódio 0, que é um final alternativo para os últimos 4 episódios da terceira temporada e a introdução da mudança do design dos personagens. Sinceramente, eu gostei bastante da animação, do novo design (o antigo me incomodava às vezes) e do novo final. Sinceramente, eu não lembrava bem como tinha terminado mas lembro de não ter gostado tanto assim. E apesar de adaptar e teoricamente compactar esses 4 episódios em 1, não é visível nenhum tipo de ponta solta que lhe faça pensar que está faltando algo ou está corrido demais. A história segue num ritmo extremamente normal e interessante, servindo também como uma ótima ponte para as temporadas, visto que faz 3 anos e é complicado lembrar com exatidão os detalhes.

E no primeiro episódio de Highschool DxD Hero tivemos uma pequena dose do que o nosso herói Issei irá fazer/passar. Com um começo que sinceramente matou a saudade daquele ecchi tranquilo mas “de respeito”, o episódio começa despretensioso e até sua metade, sem acontecimentos que gerem alguma expectativa que vá além de cenas ecchi. Porém, com alguns acontecimentos somos levados de volta a realidade que o ecchi da história esconde, as batalhas. Sim, por ser e ter ecchi, muitas vezes até mesmo quem gosta da série acaba esquecendo que o universo é amplo, rico e há inúmeras batalhas pela frente. Sairaorg é o próximo oponente e nesse momento mostrou ser um demônio de classe superior diferente e forte. Grande parte do episódio focou nessa luta e nas semelhanças e qualidades de ambos, mas infelizmente tudo isso foi apenas uma prévia do que teremos no Rating Game entre suas equipes.

Foi uma estreia que focou em nós mostrar suas qualidades, principalmente. O novo design é bem interessante e apesar das inconsistências, a luta foi interessante e dinâmica. A nova temporada promete ser bem emocionante inicialmente e sinceramente estou ansioso para ver o que vem por aí.

  1. Parabéns pela resenha muito interessante sobre os dois primeiros episódios da série DxD herói, principalmente por respeitar o gênero ecchi com muito fanservice. sou um fã apaixonado dessas obras e sinto o preconceito que a grande mídia de animes tem contra estas franquias, mais no fundo escondidos todos estes que criticam assistem todos os episódios pra se excitar. Eu Issei gentil assisto ecchi com muito fanservice pra ver lolizinhas peladas e ou semi peladas, calcinhas, bundas, peitos nus sem censura, sensualidade, provocações, quero ver as meninas e quero que elas me deixem excitado, no climax total, esta é minha expectativa quando assisto estes animes, as lutas em DxD pra mim são secundárias, eu nem assisto, eu quero ver é as meninas do anime fazendo coisas pervertidas do começo ao final do episódio e nesta temporada em especial, elas estão ótimas. O diretor e roteirista desse estúdio acertaram em cheio com o desenho, diálogos e ações da garotas, elas estão mais ousadas, não tem vergonha de beijarem o Issei, se confessarem, chamarem pra fazer sexo como a Koneko-chan fez, dormir juntos pelados chupando peitos como a Rias senpai, fez então é isso que o público de DxD gosta e quer ver, se tem lutas eu não ligo, alguém vai gostar de lutas, mais eu quero ver é meninas peladas 24 minutos de episódio e muita putaria, pra mim isso é ecchi com muito fanservice e coloca DxD como um dos melhores animes dos últimos 18 anos na historia da animação japonesa e mundial. Que venha episódio 3, Que venha mais peitos nus sem censura, Que venha mais OPPAIS!

  2. DxD não é mais um ecchi com muito fanservice por si só não! A obra tem sim uma historia bacana, interessante, um mundo ficcional super atraente, batalhas, vilões bem trabalhados e muita emoção e cenas eletrizantes, tudo isso ao lado de uma excelente trilha sonora, roteiro, direção, animação de primeira qualidade, toda a obra tem muitas qualidades e marca historia na indústria de animação japonesa e mundial como um dos melhores animes da historia!

Discussão