Kokoro ga Sakebitagatterunda ou Kokosake é um filme produzido pela A-1 Pictures e lançado em 2015. Com Mari Okada no roteiro e Tatsuyuki Nagai na direção (ambos trabalharam juntos em Ano Hana), o filme ganha ainda mais motivos para assisti-lo. Um filme que além de ótimo, foge do padrão que vemos muitas vezes nas outras obras similares. E essa é mais uma das várias resenhas de filmes que serão lançadas aqui no blog, leia todas e faça um bom proveito.

Esse artigo é parte do Cineclube Anime21. Toda semana a nossa equipe irá assistir um filme anime e comentá-lo, e a melhor parte é que você está convidado! Entre em nosso chat no Discord, que é onde iremos discutir, assista filmes anime e converse sobre eles conosco antes das resenhas saírem aqui no blog.

A história fala sobre Naruse Jun, Sakagami Takumi, Tasaki Daiki e Nitou Natsuki. 4 jovens e uma missão: organizar uma espécie de musical como parte do comitê de divulgação da comunidade. Porém temos alguns problemas nisso. Takumi é um garoto reservado, Daiki uma estrela problemática do clube de beisebol, Natsuki também possui alguns problemas e Jun, perdeu a habilidade de falar após acontecimentos passados. E o filme trabalha em cima disso, dos personagens, seus conflitos internos e acima de tudo, seus sentimentos. O que somos sem eles? Porque eles são tão importantes em nossas vidas?

O elenco principal

Os problemas de Jun e Takumi são similares e por isso, ambos se identificam facilmente. E conforme você vai conhecendo cada personagem, as peças do quebra-cabeça vão se juntando e você vai entendendo melhor cada um deles. Algo que vale a pena pensar é que na vida de todos algo ruim aconteceu e o impacto foi bem negativo, a culpa mesmo não sendo deles, foi atribuída (seja pelas palavras de alguém ou não) e isso reflete em suas ações/personalidade. Os pais de Jun são separados e os de Takumi, mortos. A tal semelhança vem por conta do sentimento que cada um tem em relação ao acontecido. Jun recebeu a culpa por pura covardia e irresponsabilidade de seu pai e Takumi assumiu uma culpa que ninguém coloca em sua conta.

Por ter sua habilidade de falar selada por um “deus ovo”, Jun ficou privada de algo extremamente importante na sociedade atual, a comunicação. Por contar uma verdade inocentemente, pagou tal preço e agora, ela precisará superar isso afim de cumprir sua tarefa como membro do comitê de divulgação da comunidade. E conforme eles se conhecem, um novo sentimento desperta em cada um deles. Paralelo a isso, Natsuki possui um passado mal resolvido com Takumi e Daiki vive uma vida com incertezas e assuntos inacabados (ainda que ele não tenha total conhecimento). Trabalhando nesses aspectos, as relações vão se desenrolando e os problemas se acertando naturalmente sem nenhuma forçação de barra.

Mas por estar dentro de uma casca de ovo, Jun se apegava na ilusão de que um príncipe a salvaria dessa maldição. Se na infância ela chegou a acreditar que seu pai era um príncipe ao sair de um castelo (que era um motel na verdade), ao se aproximar de Takumi e ver a semelhança entre ambos, ela acreditou que o príncipe libertador havia chegado. E de fato Takumi pôde ajudá-la de certa forma, mas assim como ela, ele possuía problemas passados. Veja, ambos tinham sentimentos de culpa e isso os fez trancar seus sentimentos de modo que suas relações com as pessoas em sua volta foram prejudicadas.

Com o objetivo de realizar o musical, Jun supera tal bloqueio e se lança num mar de emoções e sentimentos que começam a brotar, fruto da comunicação dela com o resto da turma. Takumi foi a ponte para isso. Natsuki e Daiki, a sustentação dessa ponte. Porém, assim como no passado, Jun enfrenta a desilusão quando descobre certas verdades. Acaba voltando para o lugar onde tudo começou e após intensa procura, aquele que ela achou que era seu príncipe a encontra. Ela enfim descobre que a salvação dela foram os laços criados com seus colegas por conta do musical e sua coragem em superar seu trauma e assim, transmitir o hino de seu coração.

Concluindo, o filme é realmente bom e tem ótimas idéias em jogo. A animação é outro ponto muito apreciado por conta de sua qualidade e o visual geral do anime agrada. No fim eu gostaria de agradecer aos integrantes do anime21 que me ajudaram dando seus pareceres sobre o filme.

Discussão