A Asuka de um mundo e a Asuka de outro se encontram

Bom dia!

“Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses”, repetia Sócrates o que lera inscrito na entrada do Santuário de Delfos. A jornada de Asuka para conhecer outras dimensões – outros universos – não deve levá-la a conhecer deuses. Parece ficção científica, afinal, não fantasia.

Mas talvez a leve a conhecer os poderes e as forças por trás do mundo, o que é o equivalente mais próximo. E já a levou a conhecer-se a si mesma … ou quase isso: a conhecer sua sósia de um mundo paralelo dourado, tão brilhante e belo quanto, aparentemente, cruel.

No folclore germânico, quem conhece seu doppelgänger (uma criatura sobrenatural que toma sua forma) pode morrer, dependendo de quem conta a história. O fetch irlandês (uma sósia fantasmagórica da pessoa) é ainda mais direto: vê-lo é sinal de mau agouro, de morte iminente.

Não acredito que Asuka (qualquer das duas) corra risco de vida.

Mas talvez ela renasça até o final da série.

Ler o artigo →

Tokyo Ghoul:re retorna para sua segunda temporada, a qual liquidará de vez a adaptação do que um dia já foi o mangá mais popular da demografia seinen no Japão. O material original foi concluído com 16 volumes há alguns meses, foi anunciada uma continuação para a adaptação cinematográfica e um novo jogo. A franquia vai de vento em polpa mesmo após o fim da fonte base, não é mesmo? Sim, só me preocupa a sua animação, que nesse retorno apresentou uma péssima adaptação. Porém, se nós pensarmos no anime como obra isolada até que esse episódio teve seus pontos positivos e não foi de todo ruim, afinal, a Eto veio para roubar a cena! Você está preparado para saciar sua fome de ghoul?

Ler o artigo →

Também chamado de “That Time I Got Reincarnated as a Slime”.

Existem diversas culturas que acreditam no conceito de: Reencarnação.

Aqui no Brasil, o espiritismo é a religião que mais tem essa ideia, estando cravadas em suas doutrinas e crenças. O interessante de analisar o espiritismo é que, de acordo com o mesmo, a alma está sempre em evolução. As coisas que você faz na vida passada, são carregadas contigo como “aprendizado”, da mesma forma que você aprende matemática, sabe?

Isso acaba explicando a “intuição”, no caso deixar de fazer certas coisas ou ir em alguns lugares por conta de um trauma passado, mesmo esse trauma sendo de outra vida.

Às vezes, a o motivo de sentirmos medo, ou desconforto ao chegar perto de algum lugar ou objeto, pode significar que aquilo nos matou na vida passada.

O Hinduismo também acredita nisso, principalmente na questão de: Reencaranar em animais, como forma de pagar seus pecados, ou até mesmo de ascender.

Note que estas duas religiões citadas tem algo em comum: A evolução da alma.

Mas e se na verdade, a evolução da alma for uma… amoeba? (também conhecido como: Slime).

Calma, você deve ter sentido que perdeu algo, eu sei.

Não é normal da minha parte falar de algo tão profundo, como reencarnações, principalmente levando em consideração meus artigos aqui no blog, já que a maioria tem uma pegada mais descontraída e levada para o humor.

Mas eu realmente precisava falar sobre, de qualquer forma, falerei sobre Tenshei shitara Slime Datte Ken! (That Time I Got Reincarnated as a Slime), do estúdio 8bits, dando minhas primeiras impressões sobre o conceito, história e desenvolvimento desse isekai um tanto quanto… bizarro.

Ler o artigo →

O anime de super-heróis mais popular do Japão terminou recentemente sua terceira temporada, que evoluiu bastante sua história, cobrindo diversos arcos importantes. Começamos com uma simples viagem escolar que deu muito errado e terminamos conhecendo a nata da U.A., os Big Three. Seria a temporada dos vilões, a temporada do Bakugo ou a temporada mais “Naruto”?

Ler o artigo →