Koi wa Ameagari no You ni é adaptação de um mangá finalizado em 10 volumes que conta a história da jovem Akira Tachibana, que ao se lesionar em uma corrida sai do clube o qual integrava na escola e arranja um trabalho de meio-período em um café gerido por um simpático senhor, Masami Kondou, pela qual se apaixona. Há uma enorme diferença de idades entre eles e é nesse cenário que a história se desenvolve, com a garota tentando concretizar o seu amor enquanto passa por diversas e enriquecedoras experiências ao lado do modesto e decente homem que é o fruto de sua paixão.

Antes de mais nada, é importante salientar que eles passarem por experiências juntos não implica que isso ocorra como um casal e sim que acontece entre eles uma aproximação em que um ajuda o outro a passar por situações do dia a dia, assim como a encarar problemas mais sérios. Ele tem a experiência de vida que falta nela, ela o ânimo e coragem que faltam nele. E é entre ótimos diálogos e reflexões que um ajuda o outro e juntos eles constroem um relacionamento saudável e bacana.

Outro ponto importante a se comentar é a excelente produção técnica do anime, que teve uma bela animação que se adequou bem a proposta, um design consistente, uma trilha sonora belíssima e um cuidado ao destacar certas algumas cenas com um apelo visual por vezes sutil, por vezes marcante. Não era um anime que precisava de grande fluidez – e isso também não foi um problema –, mas que precisava de certo nível de detalhamento nos cenários e nos próprios personagens e teve, o que junto a uma coloração forte e vívida resultou em algo muito bonito de ser visto. A direção visual caiu como uma luva para como a narrativa era tratada, alcançando equilíbrio entre forma a conteúdo.

A história primeiro se preocupa em apresentar a protagonista e aprofundá-la, para em um segundo momento dar espaço a outros personagens, com o co-protagonista Kondou e a melhor amiga da Tachibana, Haruka. Isso é importante para a construção da trama assim como para apresentar ao público um outro ponto de vista sobre diversos assuntos pertinentes a própria protagonista. Mesmo alguns personagens mais apagados têm ótimos momentos e é através de certos detalhes (gestos, expressões, diálogos, etc) que é possível vislumbrar suas personalidades e utilidade dentro da trama.

Koi wa Ameagari no You ni é um belíssimo trabalho de arte que versa sobre um tema tão polêmico quanto delicado: amor com diferença de idade – e nesse caso uma bem grande –, de uma forma tão madura e sutil que rompe a barreira do romance e se torna uma história relevante enquanto exemplo de construção de personagem e seu caráter, assim como de reafirmação de seus objetivos e sonhos. Um anime que nos mostra que é possível sim voar mantendo os dois pés no chão, que quem quer se deleitar ao sol tem antes que tomar chuva, e que o amor e a esperança são sentimentos que podem se apresentar a nós das mais diversas formas – só cabendo a nós aceitá-los como pudermos.

Discussão