Opa! Tudo bom com vocês?

A segunda temporada de Overlord prosseguiu dando sequência aos acontecimentos da primeira temporada, e início à dois novos arcos.

Bom, se você ainda não viu Overlord e caiu aqui por curiosidade, corre que temos um artigo de introdução da primeira temporada aqui no blog.

Overlord II acabou, e logo após seu término, foi anunciada a terceira temporada para julho! Sendo ou terceira temporada ou segundo cour, se o anime continuar seguindo a novel, as coisas irão cada vez mais melhorar e esquentar.

A segunda temporada de Overlord manteve seu ritmo ocioso: ora rápido, ora lento (isso, no final, acaba dependendo da sua perspectiva). E como você pode perceber, foi usada a palavra “manteve”, uma vez que a primeira temporada também foi marcada por tal aspecto. Tal ociosidade atrapalha certa parte do desenvolver da história, mas se você prestar atenção aos detalhes, não é muito difícil entender e compreender certos conceitos e acontecimentos na história. E olha, foi questão de paciência. Se você persistir e não desistir ao longo do primeiro arco, garanto à você que as coisas meljoram no segundo arco dessa temporada.


Diferente da primeira temporada, a segunda teve um foco maior em determinadas personagens e raças, enquanto a primeira teve um foco maior na descoberta do novo mundo e conquista de seu espaço. Por causa disso, pode-se ter uma maior visão sobre a lealdade de alguns servos, sua capacidade e seus defeitos (e infelizmente a saudade de alguns outros personagens bate à porta).

A temporada foi dividida em dois arcos, um particularmente ruim, e outro de qualidade (onde as coisas começaram a acontecer com mais ardor). A animação das lutas não é totalmente boa, mas não falha em suprir o “necessário”.


Comparada à temporada anterior também, essa possuiu mais lutas, porém lutas que já estavam ganhas para Nazarick desde o início, lutas que apenas mostraram mais ainda a diferença do nível de Nazarick com o povo desse mundo.

Um ponto forte (e em parte fraco) dessa temporada, é a demonstração das forças e do poder de Nazarick. Isso pode ser visto como algo animador, mostrando o lado poderoso de Nazarick, assim como pode te deixar insatisfeito por serem batalhas de fácil ganho. Para mim foi mais a segunda opção do que a primeira a partir de certo momento.


No geral, a segunda temporada tem seu momento alto e seu momento baixo, uma queda na animação das batalhas, mostra o potencial das forças de Nazarick através de batalhas importantes batalhas e traz um foco em outras personagens e povos. Uma temporada recheada de momentos novos e novos desafios.

Claro que, se você ainda não viu a primeira temporada, não conseguirá entender o andar da história, mas se viu a primeira e a segunda, espero que tenha gostado também. Se não gostou, que tal dar uma chance a terceira temporada que está por vir?

É isso pessoal, vejo vocês numa próxima! Bye :3

Discussão