A pressão de ser um dos jogadores principais, ou até mesmo de ser a decisão de um jogo, é muito grande. Não é algo que superamos da noite para o dia, e sim aos poucos. Você se torna uma pessoa totalmente ansiosa e seu ritmo de jogo começa a decair. Mas isso não acontece somente em jogos de beisebol. Quantos atletas por aí não ficam nervosos e acabam não dando tudo de si? É muito fácil dizer “até eu faço melhor”, mas já estiveram na pele de alguém que é a decisão para que o(a) time/equipe passe para a próxima fase?

Yukio, 25 anos, astro na época da faculdade, atualmente com contrato de 20 milhões de ienes. Bonito, um jogador de dar inveja com seus 4 homeruns por jogo… Isto é, até que se tornou um dos titulares do Spider. Ser o número 41 e não ter tanta pressão dava a condição para ser um dos melhores jogadores. O fato dele ser o sétimo jogador a entrar em campo não é nada. Há até uma ordem de entrada para cada rebatedor.

  • Primeiro jogador: ele é o jogador de largada. É o jogador que corre mais rápido entre as bases.
  • Segundo jogador: ele é o rebatedor de contato. É o jogador que que não é eliminado por strikes, permitindo com que o primeiro jogador avance mais uma base.
  • Terceiro jogador: ele permite (ou tenta permitir) com que os outros dois rebatedores avancem uma base, pois é, normalmente, o melhor rebatedor do time.
  • Quarto jogador: ele é o rebatedor de limpeza. Também é um dos melhores rebatedores do time, tendo normalmente a maior potência na rebatida. Ele quem tem a maior capacidade de fazer um grand slam, ou simplesmente um homerun, pois permite com que suas jogadas sejam jogadas para fora do campo (dependendo da bola) e sede corrida para todos os jogadores anteriores. Grand slam é a capacidade de fazer com que os 4 jogadores cheguem na base principal, enquanto o homerun pode ser feito com dois jogadores em campo, caso o primeiro e o segundo jogador sejam eliminados enquanto correm.
  • Quinto jogador: ele é o segundo melhor rebatedor de potência, seguido do quarto. Ajuda a “proteger” o rebatedor de limpeza.
  • Sexto jogador: assim como o segundo, ele também é um bom rebatedor de contato. Tem a capacidade de fazer com que os jogadores passem para a próxima base.
  • Sétimo jogador: não tem tanta potência quanto os outros jogadores, mas costuma ter excelente defesa. No caso do Yukio é o contrário. Ele tem uma péssima defesa, mas o seu talento de conseguir homeruns é incrível, podendo até exercer a função dos sexto rebatedor.
  • Oitavo jogador: é um dos jogadores com menos potência do time, mas deve estar preparado para situações de tensão, como quando dois jogadores são eliminados e ele precisa ceder mais uma base para o próximo jogador.
  • Nono jogador: normalmente coloca-se o rebatedor que está jogando no momento nesta posição. Mas também pode-se colocar um Jogador Designado (DH) para que tome esta posição só por conta do ataque.

Aqui entra em cena o astro do episódio: Yukio Ohno.

Yukio estava arrasando antigamente e agora, com o número três em suas costas, a situação fica muito complicada. A pressão de ser um dos titulares é enorme, e fez com que a média de rebatidas caísse em, mais ou menos, 7,05%. Parece pouco, mas antigamente ele tinha uma média de .340 rebatidas, e caiu para .240. Só esse fato faz com que ele corra risco de ser remanejado e, por isso, Toku-san resolveu bater um papinho com o moço. Acredito que foi uma das coisas mais importantes que tenha feito no anime inteiro, pois deu um pouco mais de força de vontade ao Yukio, e a quantidade de homeruns subiu de quatro para seis. Se continuar assim, vai superar o seu recorde de 14 homeruns!

Já Bonda também anda tendo problemas em jogo. No anime, Toku-san comenta sobre o número de ERA dele. ERA é uma sigla em inglês que significa Earned Runs Average, ou seja, a quantidade que um arremessador cedeu ao jogador do time adversário. Isso, de fato, é bem ruim. Quanto mais corridas ceder, maior o risco do outro time conseguir mais pontos. No caso deste episódio, acredito que o problema não seja nem por causa do caso do episódio anterior, mas sim porque ele anda meio desanimado. Afinal, faz muitos jogos que ele não é chamado. Mas por conta disso, os seus ombros ficaram leves o suficiente para poder defender o Spiders nas últimas entradas, já que o fechador teve alguma contusão. Bem, não entendi direito o que ele teve, porém Bonda conseguiu diminuir bastante o seu ERA.

Ambos os jogadores conseguiram superar os seus limites, e até mesmo a pressão foi algo que conseguiram usar a seu favor. Toku-san foi o verdadeiro herói do episódio afinal de contas, pois os seus conselhos foram cruciais para que os dois melhorassem, e a absorção da mensagem passada foi super importante. O que importa mesmo, afinal, é que os Spiders conseguiram vencer outra vez!

Apesar dele estar feliz na cena, não sei exatamente se ele está triste por não ter baixado o ERA. Mas o que importa é que eles ganharam!


Roppongi:

Bom, talvez seja uma das informações mais irrelevantes do episódio, mas sempre ouço falar desse bairro. Inclusive, ele foi mostrado na temporada anterior, no terceiro episódio de Sora yori mo Tooi Basho, e é um dos bairros mais movimentados do Japão. Ele é conhecido por sua vida noturna, não apenas por causa das baladas, mas também pelos restaurantes. Como é um dos bairros mais agitados, é normal encontrarem muitas garotas, principalmente onde tem karaokês. Não é à toa que os três ficaram super animados, não é mesmo?

Esses homens…


Muito obrigada por lerem este artigo até o fim. Até o próximo. 🙂

Discussão