Nos últimos tempos vários animes com a temática isekai vêm sendo lançados a cada temporada. Só nessa temporada atual (julho de 2019 – verão) temos pelo menos 3 isekais: Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou, Okaa-san Online e Isekai Cheat Magician. Na próxima teremos o dobro só em novos animes, além do retorno de um velho conhecido, Sword Art Online.

Vale destacar que temos alguns artigos sobre o assunto caso você se interesse, como por exemplo as listas de animes isekais, mangás com a temática e um que ensaio explicativo sobre o gênero.

Lembrando que nessa lista teremos uma breve introdução desse animes, com a intenção de informar e trazer algumas curiosidades (se possível) ao invés de resenhar.

 

Kono Yuusha ga Ore Tuee Kuse ni Shinchou Sugiru

 

Vamos começar a lista com uma comédia. Kono Yuusha é originalmente uma light novel publicada desde 2017 e tem sua estréia marcada para o dia 2 de outubro. A quantidade de episódios ainda é incerta e a adaptação está a cargo do estúdio White Fox (Akame ga Kill, Re: Zero, etc), tendo como diretor Masayuki Sakoi, o mesmo de Sword Art Online Alternative: Gun Gale Online.

A história trata da deusa Listarte e seu herói de outro mundo. Ela o invocou para que ele pudesse ajudá-la a proteger seu mundo virtual que está no modo difícil. Tudo daria certo (na teoria) pois ele é fantástico em todos os sentidos se não fosse por um detalhe: ele é extremamente cauteloso. Com isso, eu garanto que você vai se divertir bastante com essa história pois a cautela do protagonista não tem fim.

 

Choujin Koukousei-tachi wa Isekai demo Yoyuu de Ikinuku you desu!

 

O segundo anime da nossa lista tem a mesma origem que Kono Yuusha, ou seja, vem de uma light novel. A obra é publicada desde de 2015 e sua adaptação está sob responsabilidade do estúdio Project No.9 (Netoge no Yome wa Onnanoko ja Nai to Omotta?). Dessa vez temos uma história de fantasia com gênios que após um acidente aéreo procuram encontrar uma forma de retornar ao nosso mundo.

O autor da história é ninguém menos que Misora Riku, o mesmo de Rakudai Kishi no Cavalry. Confesso que só por essa notícia eu já estou empolgado pois gostei bastante de Rakudai, além da sinopse que chamou bastante a minha atenção. Acredito que será interessante acompanhar a jornada desses 7 gênios num mundo totalmente diferente onde eles terão de fazer um bom uso de suas habilidades.

 

Watashi, Nouryoku wa Heikinchi de tte Itta yo ne!

 

A terceira adaptação de light novel dessa lista é essa frase acima. O projeto é interessante por ser a primeira obra adaptada da editora Taibundo e o estúdio responsável será o Project No.9, o mesmo de Choujin. É uma obra que mistura fantasia com comédia, o que pode ser bem vindo considerando a sinopse. Por outro lado eu não consigo ter tantas expectativas sobre a obra, e sinceramente irei esperar para ver o que esse anime vai me oferecer.

Na história de Watashi temos Adele von Ascham, uma garotinha que recobra suas memórias de uma vida passada na qual ela era uma japonesa de 18 anos chamada Kurihara Misato. Ela acabou morrendo após tentar salvar uma garotinha e ao se encontrar com deus, pede para ter habilidades medianas em sua próxima vida. Com isso em mente eu estou curioso para saber o que vai sair daqui.

 

Mairimashita! Iruma-kun

 

Dessa vez temos uma adaptação de mangá. Outro detalhe diferente dos anteriores é que Mairimashita já tem a quantidade de episódios definida, sendo 23 no total. A obra será produzida pelo estúdio Bandai Namco Pictures (Gintama), tendo ainda a participação da NHK, a maior emissora de televisão do Japão. O mangá é um shounen de fantasia e comédia sobre um garoto que é vendido por seus pais.

Sim, é estranho, mas ele foi vendido por seus pais irresponsáveis que provavelmente vão aproveitar a quantidade de dinheiro ganha. E sendo para o bem ou para o mal, Iruma irá viver com seu comprador e está matriculado num colégio para demônios e afins. Apesar de ser mais um isekai de comédia, estou curioso para saber como vão desenvolver essa proposta, afinal, eu tenho certeza de que já vi algum anime com uma premissa igual.

 

Honzuki no Gekokujou: Shisho ni Naru Tame ni wa Shudan wo Erandeiraremasen

 

Voltando para as adaptações de light novels, Honzuki no Gekokujou teve sua publicação iniciada em 2015. A adaptação será feita pelo estúdio Ajia-Do (Isekai Maou to Shoukan Shoujo no Dorei Majutsu, Shuumatsu no Izetta) e terá 14 episódios. Aliás, a estreia será no dia 3 de outubro e eu estou empolgado com a adaptação dessa obra, pois me parece ter um potencial bem interessante por conta de sua proposta diferente do usual.

Na história temos Urano (não é o planeta), uma viciada em livros que após morrer reencarna num mundo onde a quantidade de livros é escassa. E ela como uma grande viciada em livros não vê outra alternativa além de começar a produzir seus próprios livros e, assim, tornar-se uma bibliotecária. Os desafios que essa missão impõe são bem interessantes (a falta de livros e a baixa taxa de alfabetização), afinal, dessa vez não temos uma heroína ou herói que precisa salvar o mundo ou algo do tipo e sim, uma garota que está em busca de seu maior sonho.

 

Hataage! Kemono Michi

 

No fim nós temos a cereja do bolo que será produzida pelo estúdio ENGI e estreia no dia 2 de outubro. Dessa vez temos outro mangá como fonte original e sendo sincero eu não sei o que pensar dessa obra. É um shounen de comédia sobre um lutador de wrestler que ama animais. Sim, a história é basicamente isso e sendo franco é engraçado apesar de tudo. Um detalhe interessante é que o autor da história é o mesmo de Konosuba, por isso acredito que dá para esperar uma qualidade similar.

Aliás, o lutador em questão simplesmente não se interessa pela sua missão como o herói invocado e, por isso, abre um pet shop nesse novo mundo. Obviamente temos um harém ao seu dispor e claro, muita comédia com esse maluco por animais. Eu cheguei a ler alguns capítulos do mangá e gostei bastante, por isso espero uma boa adaptação.

 

Por fim, vale citar novamente o já bem conhecido Sword Art Online que voltará com a segunda parte do arco Alicization.

 

Comentários