Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

E aí pessoas, aqui é o Iwan tecendo comentários sobre o primeiro dos animes que vou cobrir nessa temporada, a segunda temporada de Ao no exorcist, uma obra que, enquanto leio o mangá e portanto não tenho grandes expectativas, pode terminar sendo até que bem interessante considerando o arco a ser tratado (o arco de Quioto com o incrível Todo como vilão). Ao no exorcist ainda não tem data prevista para seu lançamento semanal, mas imagino que saia aos domingos. Sem mais delongas, vamos mergulhar de cabeça nas impressões iniciais.

Um primeiro episódio bem expositivo pra dizer o mínimo. A chave desse episódio se encontra em dois eventos bem simples de se entender até (bom, talvez um deles não seja nem um pouco simples de entender, mas por enquanto ele é), a traição de Todo por qualquer motivo aleatório (analisarei mais pra frente) e a luta interna entre Rin e a estranheza de seus companheiros de aceitarem numa boa o fato de que ele é filho do ser que matou milhares de exorcistas em uma noite e que tem os poderes dele (por que será né…). Acho que no mínimo é uma reação até que normal (apesar de não justificar a  Shiemi, que não tem nada com satã, ser babaca com ele… mas quem sabe ela não tenha suas razões…)

também tava querendo saber...

Também tava querendo saber…

Não importa o que Kamiki diga sobre hipocrisia e covardia, me parece no mínimo idealista demais da parte dela culpar as pessoas por terem medo do Rin (o cara literalmente tem as mesmas chamas que causaram a morte de diversos entes queridos deles). Ele é um cara legal que não machucaria uma mosca? Bom, realmente, mas o que garante que ele não vai perder o controle das chamas e ferir a todos da mesma forma que feriu o pequeno Satoru no início do episódio? (evidencialmente quase matando-o no processo por sinal). Se vocês não lembram quem é o Satoru, é aquele guri que o Rin disse que definitivamente ia salvar, não dá pra ter menos controle que isso…

A falta de cuidado de rin quase matou o jovem satoru que ele queria proteger

A falta de cuidado de Rin quase matou o jovem Satoru que ele queria proteger

Já o Todo fez um discurso meio aleatório, tossiu algumas palavras, mas acho que dá pra começar a ter uma noção do tipo de filosofia da qual ele faz uso. Basicamente, ele era o tipo de irmão mais novo sério que queria ser tão incrível quanto seu irmão mais velho e pai (ou seja, que nem o Yukio). Ele trabalhou até a exaustão dando o melhor de si, até que descobriu que nada ia pra frente e que o grande projeto de vida dele (ser como seus entes queridos) não era algo só dele, mas sim da sociedade como todo, ele então simplesmente decidiu rejeitar essa sociedade e se deixou absorver por um demônio aí (ou seja, ele era um cara medíocre, que se esforçava mas não rolou e ficou revolts),  o que é… bem genérico, pra ser sincero, espero mais dele no futuro pra que faça jus às minhas memórias. Até agora o principal role dele parece ser tornar o Yukio um vilão ou algo similar.

por enquanto é bem isso

Por enquanto é bem isso

 

Comentários