Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá pessoal!! Saiu uma entrevista nova e foi como o esperado sobre a menina dullahan, essa garota me traz tantas perguntas, tem tantas coisas que eu não entendo sobre a fisionomia dos dullahan, que daria para fazer uma coletânea de livros sobre uma nova saga adolescente. Enfim vamos logo olhar como foi o segundo episódio da Marília Gabriela dos animes.

Galera, eu achei esse episódio muito legal e interessante, deve ser porque eu sei bem menos de dullahans que de vampiros. De novo, apesar de o foco ser sobre a Macchi, a vampirinha , forte candidata a Best girl da temporada fez o episódio girar e arrumou rapidamente um encontro para segunda entrevistada.

Pessoal, esse episódio tem bastante tópicos a comentar, então vou separá-lo em 4 partes. A primeira é a própria entrevista da Macchi, em que foi respondida a pergunta do primeiro episódio (sabia que voltariam com isso, TODOS QUEREM SABER QUAL É A DAS CHAMAS NO LUGAR DO PESCOÇO, que não é bem chamas porque não queima mas…é sobrenatural…) e também se diz que o corpo e a cabeça são uma coisa só.. ok.. É uma das coisas que eu não entendo como eu comentei, mas…ok, até porque eles podem ser separados por quilômetros e tal.

Aí, como esperado o anime entrou em um lado mais “sério”, a Macchi falando de problemas vividos por ela na escola, é uma clara alusão a pessoas com deficiência , dificuldade em se enturmar com as pessoas e mais tarde ( vou ter que colocar aqui mesmo acontecendo mais adiante no episódio) a queridinha do anime, a vampirinha, percebe a dificuldade da Macchi com sua mochila e conta ao professor que por sua vez consegue abrir uma exceção para Macchi usar mochila de costas, fazendo uma nítida alusão a acessibilidade dos deficientes.

A dificuldade da Macchi com a mochila e a vulnerabilidade dela também nessa posição

A dificuldade da Macchi com a mochila e a vulnerabilidade dela também nessa posição

IMAGENS DAS ADAPTAÇÕES DA DULLAHAN

Ela dorme numa casinha de cachorro kkkkkkkk, que coisa louca

Ela dorme numa casinha de cachorro kkkkkkkk, que coisa louca

A segunda parte é mais um exemplo sobre o que eu disse no parágrafo anterior, dificuldade em se enturmar, nesse momento (não sei se foi bem isso) parece que a garota do gelo teve esse “preconceito”, dificuldade em se relacionar com a dullahan (espero que não seja o que parece).

Olha a desculpinha, falta de jeito, tem tudo nessa cena

Olha a desculpinha, falta de jeito, tem tudo nessa cena

INTERROMPENDO O POST PARA MOSTRAR IMAGENS DA POSSÍVEL BEST GIRL DA TEMPORADA

sem-titulo13

Esse book que eu fiz ficou muito bom não é mesmo?

A terceira parte é a conversa entre a Macchi e Hikari. Essa parte tem muitos destaques visuais, então segue os prints.

Chegamos à última parte, o encontro da Macchi, enquanto a cabeça tinha um ótimo encontro, bem parecido com o idealizado por ela, o corpo ficou sozinho com a perigosa vampira (já sabíamos que ia dar ruim e pois é, deu, coitado do corpo da Macchi).

Só imagino, a Macchi não tá vendo nada, de repente leva um peitinho, essa é uma definição de vacilo

Só imagino, a Macchi não tá vendo nada, de repente leva um peitinho, essa é uma definição de vacilo

Ainda nessa parte temos um destaque final, de novo a súcubo deu as caras rapidinho no episódio, mas só nos colocar dúvida, ela olha o físico do professor e faz uma cara de interessada, será que ela vai querer algo com ele? Ainda mais que ela parece ter apreciado a preocupação dele com as demis, talvez tenha até lido os artigos dele, não sei não, quem sabe tenha algo no próximo episódio.

Carinha de quem quer dar aí

Carinha de quem quer dar aí

  1. Este anime junto com Showa, são os animes que eu mais estou a gostar de acompanhar nesta temporada. Showa um anime muito denso, por isso Demi-chan wa Kataritai faz um bom contraste em relação a Showa, o clima calmo, as peripécias que a vamipira faz são tão relaxantes, que o anime parece que só tem 5 minutos de tão bom que é.
    Passando mesmo ao segundo episódio de Demi-chan wa Kataritai, a garota dullahan é uma pérola, ela é muito kawai, só tenho pena que ela confie tanto na vampira, toda a ente sabe que os vampiros só olham para os outros seres, como sacos de carne e sangue, mas eu sei que a Hikari é gente boa e gosta de ajudar os seus amigos. Começo a desconfiar que a Machi gosta do professor, aquela reacção tímida ao falar do professor com a Hikari, já diz alguma coisa. Aquele encontro entre a Machi e o professor foi muito bonito, eu acho que a Machi tem é falta de carinho e afecto, só tive pena que o corpo da Machi tenha ficado aos cuidados da Hikari, bem sabia a Machi onde ela tinha deixado o corpo. Só eu achei o quarto da Hikari meio meh, onde estava o caixão e os morcegos se ela é uma vampira a sério tinha que ter estas coisas.
    Aquela garota a onna yuki já desceu no meu conceito, ela parece que não gosta da Machi, ela tolera a Hikari, mas parece que uma dullahan já é demais, aquela desculpa esfarrapada que ela deu, para mim foi o pior e a pobre da Machi ainda se preocupa com ela.
    Gosto muito da Hikari, uma séria candidata a best girl desta temporada, a preocupação dela com a Machi é muito bonita, e o facto de ela pedir ao professor para falar com o director da escola, para que a Machi tivesse autorização de usar uma mochila para ser nas costas ao invés da típica mala de mão.
    Aquela cena das adaptações que a Machi teve que fazer para ter uma vida mais normal, para mim é triste, ela se formos a ver ela não tem uma qualidade de vida plena, nada nos serviços públicos estão preparados para ela, nem a escola tem, o que compensa é a auto-estima dela e a motivação dela.
    A professora scubus parece estar a ganhar um certo interesse no professor, a maneira como ela prestou atenção aos músculos dos braços do professor não foi normal, será que rola ali um caso amoroso, já se sabe como as scubus são promiscuas.
    Esse book da Hikari ficou nota 10 Poketoty. Aquela cena onde o corpo da Machi está aflito para ir ao WC e na pressa bateu com o joelho na mesa fez-me impressão, que já bateu com o joelho numa mesa ou num banco sabe como doi. Mas o terror foi quando a Hiikari bateu com o dedo do pé na quina da mesa, aquilo sim é uma dor dos infernos.
    Como sempre mais um excelente artigo Poketoty, fizeste uma excelente escolha com este anime.

  2. Poketoty

    Esse episódio, não sei porque achei muito bom, muito bom mesmo, eu o vi umas 5 vezes para fazer o post e não senti passar o tempo, gostei bastante, essa temporada tem muitos animes alto nível, sorte a nossa. O quanto a vampirinha carrega o anime é absurdo, ela proporciona as cenas, leva os personagens para lá e para cá e mesmo não sendo o destaque do episódio, ela acaba até virando o destaque, tanto que consegui fazer um book para ela.
    Não sei se a hikari divide o quarto com sua irmã e por isso tá normal, mas o que me pareceu desde o episódio foi que essa ideia coletiva de o que os vampiros são, é totalmente furada, existe até vampiros “vegetariano” (seria o que não bebe o sangue) e eles vivem de boa de acordo com o que foi dito.
    A Macchi coitada, só tem dificuldade com uma amiga assim e um mundo não preparado para ela, já que são 3 no mundo, provavelmente ela seria a única do Japão, ainda bem que como disse ela tem muita auto-estima e motivação, caso contrário podia acontecer coisas graves como depressão e assim por diante. A Macchi gosta do professor, mas acho que é aquele gostar de professor que todos nós já tivemos, me preocupo mais com o que essa súcubo pode fazer, as opções são vastas.
    A garota de gelo também caiu no meu conceito, foi muito feio a cena dela, realmente espero que seja um mal-entendido nosso, não queria achar ela uma personagem ruim.
    Gostei de ter escolhido comentar sobre esse anime também, as piadas foram boas esse episódio e ritmo do anime está muito legal, espero que se mantenha como um dos melhores da temporada.

Comentários