Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá! Aqui estou eu outra vez, Tamao-chan, trazendo mais um artigo de Sangatsu no Lion!

Ainda falta um episódio para manter em dia, então semana que vem terá um artigo duplo do 15 e do 16 e aí eu ficarei em dia! Mas, voltando ao assunto principal do post, os episódios 11 a 14 foram incrivelmente interessantes, contando até mesmo o 11.5, que é um resumo muito bem feito de tudo o que havia acontecido até o 11.

Todos sabemos que Kiriyama é um personagem solitário e depressivo, certo? Pois bem, ele descobriu que, depois dos bons tratos das irmãs Kuwamoto que não consegue mais ficar sozinho. Como ele ficou doente após a última partida que teria no ano, queria tentar resolver o problema do resfriado que estava tendo e que durou até o terceiro dia do Ano Novo em casa. Mas elas se forçaram a ajudá-lo, tocando a campainha várias vezes, e ele se forçou a abrir a porta, mesmo estando de cama.

Além da solidão, nesses episódios ele também sentiu a vergonha de subestimar alguém e também a pressão da vida adulta. Como sabemos, ele também tem dúvidas se quer ser mesmo um jogador profissional de shogi, mesmo não gostando e sendo forçado a usar esse caminho para sobreviver, e que também é bem egoísta quando se trata de poder ganhar de alguém nos jogos. Mas suas pesquisas profundas não o ajudaram.

Acabei falando coisa para caramba antes da tag do “Leia Mais”, mas ainda tenho muita coisa para falar aqui também! Com o andar do anime(e a mesma coisa acontece com o mangá), vamos descobrindo vários personagens interessantes, e até mesmo mais sobre o Rei. A começar, apesar de estar acostumado a viver sozinho, tanto em casa, quanto no colégio, ele não consegue mais ficar assim quando o assunto é jantar, por exemplo, pois sempre se lembra das irmãs Kuwamoto e do carinho que elas sentem por ele. Mesmo tendo problemas, elas o aceitam e não têm preconceito. Ele é tão solitário que pensou que nem seu pai adotivo ligava para ele, mas era porque o seu celular estava descarregado mesmo. lol

E não para por aí! Kiriyama tem 3 jogos importantes assim que o ano começa. Um contra um contador de piadas infames, porém devem ser engraçadas para quem tem um conhecimento mais aprofundado do que ele está falando. Eu mesma riria bem mais se eu entendesse, porque adoro piadas ruins, mas só consegui rir do fato de que o cara estava rindo sozinho. A segunda é contra o Shimada, um personagem super importante que entrou em sua vida. Além de ser nível A e super influente, também comanda um workshop para treinar os jogadores mais jovens. E o terceiro jogo seria contra o Gotou, o “namorado” grotesco da Kyouko, o mesmo que a chamou de stalker.

Esses jogos que ele participou não eram apenas importantes para a imprensa, mas também para o bolso dos participantes. A quantidade de dinheiro ganha como prêmio é exorbitante, e Smith adorou bastante. Como sendo um jogador experiente e sabendo o que o esperava, ele treinou bastante, e ainda pensou que tinha chances contra o Gotou e poder jogar na cara do Kiriyama quando ganhasse, mas perdeu e “ganhou” um presente lindo: encontrou um gatinho solitário e o deu o nome de Ichigo(morango).

E ainda no assunto de subestimar os outros jogadores, como Kiriyama “aceitou” a provocação de Gotou, tirou cópias das jogadas dele e do Shimada, mas a sua mente só estava na “vingança” que ele faria contra o “namorado” de sua irmã, mas também se esqueceu que a pessoa logo à sua frente era incrivelmente experimente e tinha mais chances que ele de enfrentar o Gotou. No meio do jogo, a vergonha se espalhou, e ele se sentiu acuado, sem movimentos ou coragem para continuar. A vontade dele era de sair correndo dali, e sabia bem disso.

Além disso, ainda vemos que Rei tem muitas dúvidas sobre a vida adulta, então confere uma revista de empregos. Por enquanto, ele se conforma que não pode arrumar um emprego além de jogador profissional de shogi, mas e depois? Será que continuará nesse mesmo caminho? O seu professor até dá a dica de acompanhar o Workshop do Shimada, até para aprender com quem perdeu e conseguir criar novas estratégias.

Bem, este é o meu artigo sobre os episódios de Sangatsu no Lion! Semana que vem voltará ao normal e publicarei toda semana. Muito obrigada por quem leu até aqui, e nos vemos no próximo artigo!

Sangatsu no Lion está disponível no Crunchyroll.

Sangatsu no Lion está disponível no Crunchyroll.

  1. Estes três episódio de Sangatsu foram muito bons. Até o episódio 11.5 fez uma das melhores recapitulações, que eu já vi em animes. O episódio onde o Rei, esteve doente, foi dos melhores episódios do anime, como é bom ver as irmãs Kuwamoto. As cenas da casa das irmãs, onde estas acolheram ao Rei, até que este se recupera-se foram muito bonitas e cheias de significado, é impossível não gostar das irmãs, principalmente a Hina, que parece gostar bastante do Rei. Quanto aos outros episódios, sinceramente eu tenho nojo do Gotou e da irmã adoptiva do Rei. A irmã do Rei, devia ter vergonha, daquilo que fez ao seu pai e ao seu irmão adoptivo, aquele comportamento dela é puramente estupidez. E o Gotou a mesma coisa, ao provocar o Rei,ao dizer para ele afastar a Kyouko dele, que ela é um estorvo na vida dela. Esse mesmo Gotou, devia ter é vergonha, se ela não o larga, é porque ele já fez alguma coisa com ela, ele sim devia ter vergonha de ter um caso com uma menor, aqui até aos 17 anos uma pessoa ainda é considerada menor, lá no Japão não sei como funciona, o Gotou não tem moralidade para falar de ninguém. Acho que nunca tinha visto o Rei, tão decidido a enfrentar alguém, se bem que ele foi arrogante na partida contra o Shimada, e perdeu por causa da sua arrogância. Mas o Shimada é super gente boa, tal como o seu irmão Nikkaido, que auto se intitula o melhor amigo de Rei. O Smith é super gente boa, a minha consideração por ele subiu, muito quando ele resgatou aquele gato, eu adoro gatos, gatos são vida.
    Como sempre mais um excelente artigo Tamao-chan.

    • Tamao-chan

      Olá, Kondou-san!
      Esse anime é realmente fantástico, não é mesmo? Principalmente porque ele não tem escrúpulos de expor o que os personagens estão sentindo, até mesmos os mais ingratos e “sem coração” possíveis. O que mais me agrada ainda é que mostra também aqueles que fazem o bem, que são as irmãs Kuwamoto, e também outras que gostam de simplesmente fazer parte da vida do Kiriyama, que é o caso do Nikaidou e do Smith.
      Cada personagem é mostrado de maneira humana, até mesmo os mais mal encarados, e isso é bem bacana. E as partidas de shogi também são muito bem retratadas, principalmente a parte em que eles ficam frustrados por ter uma linha de pensamento e no final pode acabar dando tudo errado.
      Muito obrigada pelo comentário! 😀

      • Já fazia um bom tempo, que não via um anime, tão complexo como Sangatsu. Eu estudei psicologia, durante quatro anos por isso, este anime desperta o meu interesse. Quanto ao shogi, ele é muito complexo, eu acho que para um jogo de tabuleiro ele é muito difícil, tem muitas regras e nomes para decorar.

Comentários