Alô!

Com certeza vocês devem ter visto um anime com pelo menos uma Gal fazendo o papel de personagem secundária, acredito eu. Se ainda não sabe do que estou falando, leia o artigo que escrevi sobre o assunto. Este mundo não é nem muito novo e nem muito antigo para mim, mas quem assistiu diversos animes devem saber melhor que ninguém sobre o assunto. Pelo meu pouco entendimento, o termo Gal (ou Gyaru) se estende ao fato de simples garotas que, cansadas de se comportarem de acordo com o que a sociedade japonesa prega, resolvem se vestir e portar de maneira diferente. Infelizmente isso é visto como algo ruim pela maioria das pessoas, sendo essas garotas vítimas de preconceito e xingamentos.

Bom, sinto muito, mas farei uma lista bem simplória de animes que tenham Gals. Tenham paciência, está bem?

Citrus

[Introdução] [Primeiras impressões]

Um dos animes da temporada de janeiro de 2018 e também um dos mais “polêmicos”, dando um pouco mais que raiva e ataques de pelanca ao nosso amigo Kakeru17. O romance entre uma Gal e uma garota totalmente introspectiva que era nada mais, nada menos que a Presidente do Conselho Estudantil do colégio mais rígido de todos trouxe algumas questões como: tabus, homossexualidade e traição. Mas não apenas isso: a novela mexicana inserida nele trouxe uma carga de desânimo em muita gente. No mais, ter uma Gal como uma das personagens principais trouxe algo a mais no anime. A Kogal foi vítima dos olhares alheios, e as dúvidas que a envolvem a tornou chata e mais que um saco de pancadas no anime.

 

Gokujo: Gokurakuin Joshikou Ryou Monogatari

Este é um anime curto e divertido sobre uma colegial chamada Akabane Aya que se veste como uma Gokujo, um estilo de Gal bem chamativo que não tem medo de mostrar a sua sexualidade, se acha o máximo, mas na verdade está pagando micão. Devo dizer que este é o anime mais completo sobre Gals, porque além de mostrar um tipo que já estamos acostumados em animes, também tem Ane Gals, que são Gals que não têm medo de mostrar o seu ser interior mais selvagem(é por isso que muitas vezes elas são generalizadas como sendo delinquentes). Mas quem assistir este anime, tem que abrir bastante a mente, pois contém partes com toques de Yuri. Para quem não vê problema algum, boa diversão. Você vai se divertir bastante com a Aya se ferrando bastante. 😀

 

Hajimete no Gal

[Primeiras impressões]

Este também é um anime bem divertido sobre Gals. A história de Hashiba Junichi, um virgem que pretende perder a virgindade por causa da pressão de seus amigos também virgens, se tornou uma lição para ele. Uma menina que ele achou que fosse bem fácil na verdade se tornou alguém que se pode confiar. Por causa da Yukana Yame ser uma Kogal, ela tende a usar uma maquiagem bem mais clara que o normal. No anime também mostra outros tipos de Gal, como a Honjou Hanko, que é uma Gankuro, uma Gal de pele mais escura e cabelos louros, ou Fujinoki Nene, que se torna uma Bibinba, usando muitos acessórios e servindo de chacota das outras garotas.

 

Oshiete! Galko-chan

Este anime já muda um pouco a visão que temos sobre boa parte das Gals. Assim como em Hajimete no Gal, Oshiete! Galko-chan tem como protagonista uma Gal que se veste de uma maneira vulgar diante dos outros, mas na verdade é uma das garotas mais tímidas da sala. Apesar de ter um estilo bem despojado e de ser vista como uma vadia pelos olhos da maioria das pessoas, Galko é uma Gal de bom coração e que ajuda em tudo o que pode. Além disso, ela tem uma irmã que é uma Gankuro, tendo pele escura, cabelos louros e consegue todos os homens que quer, às vezes até dando dicas de sexualidade para a Galko, mesmo que a protagonista morra de vergonha. Creio que este anime é um daqueles que mostram que, não se deve julgar o livro pela capa, pois não é apenas a Gal que sofre com julgamentos, como também todos os outros personagens da série. É um anime divertido e didático, além de ser rápido de se ver.

 

Peach Girl

Na verdade, Peach Girl não é um anime que retrata sobre Gals, e sim um que discorre sobre a forma que elas são tratadas. Como a protagonista, Adachi Momo, tem uma pele escura por conta do Clube de Natação que faz parte, e de ter um cabelo bem claro, ela é julgada de acordo com os estereótipos de uma Gal. Como diz no início do anime, “fácil”, “vadia” e entre outros adjetivos são direcionados a ela como se fossem verdade absoluta. Para bagunçar ainda mais o coreto, ela tem uma “amiga” chamada Kashiwagi Sae, uma menina que gosta de se fazer de santa na frente de Momo, mas que na verdade é um lobo na pele de cordeiro que quer tudo o que a amiga quer, não importa a maneira que consiga.

 

Super Gals!: Kotobuki Ran

Eu não podia terminar esta lista sem falar deste anime, não é mesmo? Super Gals é um dos animes sobre Gals mais antigos que conheço, mesmo tendo conhecido anos depois de seu lançamento. Esta obra conta a história de Kotobuki Ran, uma menina que faz parte de uma família de policiais, e que decide se tornar uma Kogal para provar a todos que não precisa seguir o que os outros querem para ser feliz. Apesar de ser considerada uma escória pelo seu irmão mais velho(e também policial), Ran não está nem aí, e é até mesmo considerada o terror de Shibuya por ser muito boa de luta. Também tem muitas amigas Kogals, dentre elas destacadas Yamazaki Miyu e Hoshino Aya.

 


 

E aí, gente? Gostaram da lista? Vocês conhecem mais algum anime com Gals como protagonistas? Se sim, interaja e mande uma mensagem. Gostaria de saber sobre a opinião de vocês.

Muito obrigada por acompanharem!

  1. Esta lista de animes de gyarus complementa perfeitamente o artigo sobre Gyarus que fizeste Tamao-chan.
    Desta lista só vi Citrus, Hajimete no Gal e Oshiete! Galko-chan (em breve verei Gokujo). Dos três animes que citei gostei de todos, mas o anime de Oshiete! Galko-chan foi o que mais me interessou (grande parte, pelo facto do anime não se focar apenas na protagonista gal e também mostrar o que as outras personagens passam).
    Desta lista, depois de ler as impressões, fiquei interessado em ver Peach girl.
    Como sempre, mais um excelente artigo Tamao-chan.

      • Tamao-chan

        Acho que tem coisas que a gente vê pela primeira vez e depois se pergunta: “Meu Deus, o que eu tinha na cabeça?”.
        Para mim esse sentimento ainda não apareceu com relação a Super Gals, mas sim com muitos outros animes q
        Obrigada pelo comentário.

    • Tamao-chan

      Eu tentei colocar algumas informações adicionais sobre Gals. Pesquisei até sobre o estilo de cada uma das personagens que citei, então achei interessante fazer dois artigos. O primeiro eu fiz por conta de eu não entender essa fixação atual que o pessoal sente pelas Gals, e pelas pesquisas pude perceber que o buraco é mais fundo.
      Gokujo é bem divertido! Veja, sim! O WM Sousa quem me indicou e vale a pena ver!
      E Peach Girl é bem revoltante em algumas partes, mas vale a pena ver, sim!
      Obrigada pelo comentário.

      • Eu já vi Gokujo e o anime é divertido sim, mas tem lá alguns momentos de fanservice que nem sei, como passaram à censura (se eu não tivesse olhado a data de produção de Gokujo, diria até que ele era um anime de 2007 ou 2008, antes da lei da censura tosca que saiu em 2011). De resto Gokujo, além de divertido, tem das personagens mais estranhas e únicas que já vi em anime.
        Estou ajeitando a minha lista de plan to Watch, Peach Girl será uma prioridade

      • Tamao-chan

        Olha, sinceramente eu não me liguei tanto no fanservice, porque achei que isso tiraria bastante da diversão da obra.
        Mas tem muita gente que se diverte vendo-o de outra forma. Bom, fazer o quê? Mas tem cenas até meio yuris, só que essas são umas das mais engraçadas.

      • Eu não me importei muito com o fanservice, mas achei estranho ver um fanservice tão pouco censurado, já que os japoneses são meio estranhos no que gostam ou não de ver no fanservice.
        As parte de yuri em Gokujo, são o melhor mesmo e é dai que o anime me arrancou muitas gargalhadas (em termos de piadas e momentos de duplo sentido, Gokujo bate de frente, com o anime mais duplo sentido de sempre, que é Seitokai Yakuindomo).

      • Tamao-chan

        Tá aí um anime que ainda não assisti: Seitokai Yakuindomo.
        E, sim, também achei estranho esse fato da censura em Gokujo e fui buscar a data também. HUSIDFHUSD
        Adoro me informar sobre isso, e ter um anime atual e tão pouco censurado gera surpresa, mesmo.

      • Hoje em dia, mesmo com todo o tipo de fanservice disponível, a famosa tarja preta ou mesmo os famosos feixes de luz branca, estão lá, para disfarçar o fanservice que os censores acham menos próprio (isto, porque o filho do primeiro-,ministro do Japão, em 2011 via muitos animes com fanservice, o pai não gostava disso e decidiu levar avante a lei da censura em anime).
        Quanto a Seitokai, se tivesses a mente mais aberta, és capaz de não levar a mal, certas piadas e trocadilhos que o anime faz (mas posso garantir, que o anime em questão, por muitas piadas sujas que tenha, não tem ecchi nem fanservice parecido).
        Eu também gosto de pesquisar as datas, da maioria dos animes que vejo, mas é bem fácil ver pelo fanservice usado depois de 2011, ao fanservice usado antes (os animes mais antigos, principalmente os ecchi do estúdio Gainax tinham uma censura quase inexistente).

      • Tamao-chan

        Sim, antes não tinha muita censura. Claro que, hoje em dia, tem muitas censuras sem sentido, mas achei muito mais plausível em Gabriel Dropout, que inclusive fazem piada sobre isso.
        E sobre piadas de duplo sentido, nunca vi problema algum! Um dia até eu assista esse anime que você falou. 😀

Comentários