Eis aqui o encerramento do confronto. Novamente Fire Force traz um bom episódio, não focando somente nas lutas. É um battle-shounen promissor ao se pensar nisso, levando em conta ao querer aumentar sua popularidade. Sei que lutas às vezes são bem mais espetaculares quando busca-se dar destaques às ambições, além de incertezas e passados dos personagens. Mas só lutar é necessário?

Ler o artigo →

Symphogear XV, episódio 7

Bom dia!

A Miku ainda está “bem”, no sentido de que não está dentro daquela coisa, mas isso nem chega a ser exatamente uma boa notícia.

Independente daquilo ter ou não a Miku, as guerreiras symphogear precisam lidar com o troço.

Mas o episódio não foi delas.

Ler o artigo →

Morte é uma light novel escrita por Keika Hanada e ilustrada por Yone Kazuki. A obra possui apenas três volumes e no seguinte momento está sendo publicada no Brasil pela editora New Pop.

O que posso comentar de Morte sem dar spoilers? Não muita coisa, então sim, em algum momento do texto darei alguns spoilers mais pesados, mas pode ficar tranquilo que avisarei antes.

O que posso adiantar sobre o primeiro volume da série? Ele é ótimo, a escrita de Keika prende o leitor, o que resulta em uma leitura para lá de satisfatória, que não se apoia em vícios de escrita comuns no meio otaku.

Aliás, pelo menos esse primeiro volume, que conclui um arco da história, é uma indicação mais que acertada tanto para quem costuma ler light novels, quanto para quem não tem esse hábito.

Sem mais rodeios, vamos a sinopse de Morte (extraída diretamente da light novel)!

Ler o artigo →